conecte-se conosco
Itamar Schülle comanda o Santa Cruz em amistoso diante do Treze-PB Itamar Schülle comanda o Santa Cruz em amistoso diante do Treze-PB

PESanta CruzÚltimas

Itamar Schülle cita evolução e aprova desempenho do Santa Cruz em amistoso com o Treze

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

Técnico do Santa Cruz destacou a consciência dos jogadores nos momentos em que estavam sem a bola diante do Galo da Borborema

A avaliação do desempenho do Santa Cruz foi positiva para o técnico Itamar Schülle. Após o último amistoso de 2023, com o intuito de se preparar para a estreia no pré-Nordestão, o treinador se mostrou satisfeito com o que viu diante do Treze-PB e normalizou as falhas que foram apresentadas em campo, no estádio Ernestão, em Queimadas.

“Foi um amistoso muito bem disputado. Isso só vem valorizar o trabalho que a gente vem fazendo. Pegamos uma equipe que já tem uma base do último campeonato (Paraibano), do título que eles tiveram e ficaram com oito ou nove jogadores. Mesmo assim, nossa equipe teve o domínio de boa parte do jogo. Nossos goleiros praticamente não foram exigidos e viemos trabalhando, fazendo um bom jogo. Temos situações sempre a evoluir, mas o time se apresentou bem”, apontou o comandante coral.

“É claro que um momento (o desempenho) caiu e oscilou um pouco pelas quase dez trocas. Isso foi claro que houve o momento de uma oscilação, quando tomamos o gol em um erro individual nosso. Porém, acho que se apresentou o que queríamos com e sem a bola. Acho que esse é o caminho que o Santa Cruz tem que seguir, continuar essa evolução que está tendo”, salientou.

Questionado sobre a principal evolução apresentada pelo Santa Cruz após os quase 30 dias de trabalho, Itamar fez questão de destacar que o elenco coral vem apresentando uma boa consciência tática, especialmente ao saber o que fazer no momento da construção ofensiva, mas também após perder a bola.

“Eu vejo que nós evoluímos principalmente na parte de cada um ter a noção do que temos que fazer com a posse de bola. Onde é que nós vamos e o que nós vamos construir já está bem claro para cada um. Além disso, cada um deles sabe o que vai fazer quando nós não estamos com a posse. A média de um jogador com a bola é de dois a três minutos durante uma partida de noventa e tantos minutos. Nos demais, ele tá sem a bola. Então, tem que saber qual é o comportamento dele dentro do campo sem a posse de bola. Isso determina quem vence e quem perde. Então, acho que esse entendimento que os atletas estão tendo é muito bom”, concluiu.

Com o fim da bateria de jogos-treino e amistosos, o Santa Cruz entra agora na sua última semana de preparação antes da estreia na temporada 2024, quando enfrenta o Altos, no Piauí, no próximo dia 7, às 19h30, pela primeira eliminatória da Copa do Nordeste.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados