conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Sport cai para o São Paulo, aumenta série de derrotas, mas segue fora do Z4

Publicados

em

Quase nada criativo no primeiro tempo, o Sport até chegou a equilibrar o jogo, tendo mais posse de bola, mas não foi o suficiente diante do líder São Paulo, no Morumbi. Na tarde deste domingo, pela 24ª rodada da Série A, o Leão perdeu por 1 a 0, com gol de Luciano, e aumentou a série de derrotas na competição – a quarta consecutiva. O novo revés também amplia a freguesia para o time paulista, contra quem não vence jogando fora de casa há 21 jogos.

Com o resultado, o Rubro-negro estaciona na 16ª colocação, com 25 pontos e está a um de entrar no Z4. O que não aconteceu nesta rodada devido aos tropeços de Coritiba (empate com Bragantino), Botafogo (derrota para o Flamengo) e Vasco (derrota para o Grêmio), todos adversários diretos na luta contra o rebaixamento. Na próxima rodada, o Sport volta à Ilha do Retiro e terá pela frente o Coritiba, no domingo.

Estatísticas

Posse de bola: São Paulo 63% x 37% Sport  

Finalizações: São Paulo 13 x 4 Sport 

Finalizações no gol: São Paulo 7 x 0 Sport

Grandes chances: São Paulo 2 x 0 Sport 

Defesas do goleiro: São Paulo 0 x 6 Sport 

Desarmes: São Paulo 10 x 11 Sport 

Bolas longas: São Paulo x Sport

Caiu por terra

Na tentativa de inibir o São Paulo, o Sport foi a campo com uma escalação bastante precavida, usando três zagueiros e três volantes. A estratégia de fechar o time contra o líder, no entanto, durou pouco. Caiu por terra logo aos 13 minutos de jogo. Sander afastou errado, o Tricolor ganhou escanteio e abriu o placar no Morumbi.  Em jogada ensaiada, Daniel Alves cruzou voltando, na entrada da área, e Luciano bateu de primeira, no canto de Luan Polli. 

Mas já antes, aos seis e sete minutos, o time paulista havia chegado com perigo, obrigando Polli a fazer duas boas defesas – uma delas, frente a frente com Igor Gomes.

Ilhado

Válvula de escape do time, o meia Lucas Mugni pouco fez. Sem contar com ajuda dos demais companheiros de meio de campo, ambos apagados – Marcão e Ricardinho -, acabou ilhado. Ainda assim, foi um dos poucos jogadores que buscou dar maior versatilidade a um Sport quase nada produtivo no primeiro tempo.

Mudou, mas nem tanto

Buscando dar mais opções de criatividade ao time – e, sobretudo, ao meio de campo – Jair Ventura fez duas mudanças para iniciar o segundo tempo: pôs Jonathan Gomez e Thiago Neves, dois meias de ofício, nos lugares de Ricardinho e Maidana. Substituições que, de início, pareciam que iam surtir efeito. 

O Sport até passou a cercar mais a defesa do Tricolor, que baixou a guarda e abdicou de agredir – não à toa, apenas aos 25 minutos que voltou a levar perigo ao gol de Luan Polli. Mas o Rubro-negro pecou, mais uma vez, em ser incisivo no último terço do jogo e pouco produziu para tentar esboçar uma reação mais efetiva.

O tricolor repetiu o placar do 1º turno. Nos dois jogos, venceu sem jogar bem – o que denota, também, a falta de força do adversário. Ao menos o leão segue fora do Z4…

Foto: Gustavo Monteiro

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados