conecte-se conosco

PBÚltimas

Estádio Presidente Vargas, do Treze, vai à leilão, mas não é arrematado

Publicados

em

Rebaixado à Série D do Campeonato Brasileiro,  o Treze também tem problemas fora de campo para serem resolvidos. Nesta quarta-feira, o estádio Presidente Vargas, que pertence ao clube, foi à leilão por conta de uma dívida com o Internacional de Lages, de Santa Catarina, referente à contratação do ex-meia e atual técnico do Galo, Marcelinho Paraíba, em 2016. No entanto, não houve interessados. 

O Internacional de Lages ganhou na 1ª Vara do Trabalho de Lages, o direito de cobrar ao Treze e ao próprio Marcelinho, R$ 4,6 milhões referente à multa rescisória e às custas do processo. O leilão foi autorizado pela juíza do caso, Patrícia Pereira de Sant’anna.  O Estádio Presidente Vargas foi utilizado pelo Treze durante o Campeonato Paraibano deste ano. Na Série C, serviu apenas para treinamentos.

Avaliado em R$ 21,6 milhões, o local teve como lance inicial R$ 11 milhões. Procurado pela reportagem do NE45, o clube paraibano, via assessoria de imprensa, informou que o clube já entrou com um recurso contra a decisão favorável ao Inter de lages, Na época, Marcelinho conseguiu, também via liminar na Justiça, o direito de atuar pelo Treze. 

Ídolo no clube paraibano, Marcelinho disputou ao todo 54 partidas pelo Treze, em quatro passagens, com 12 gols marcados. Este ano, aos 45 anos, desistiu da aposentadoria para tentar livrar o Galo do rebaixamento à Série D, mas não conseguiu (a equipe foi rebaixada após empatar por 1 a 1 com o rival Botafogo, que se livrou da queda). Dias depois, foi anunciado como novo técnico do time para a temporada 2021, onde além de buscar o bicampeonato estadual, o Treze vai disputar também a Copa do Nordeste.

Foto: Divulgação

Trending