conecte-se conosco

EstaduaisParaibanoPBÚltimas

No Amigão, Campinense e Botafogo-PB empatam pelo Paraibano

Belo segue líder do Estadual, enquanto Raposa subiu na classificação, mas pode ser ultrapassada

Foto: Guilherme Drovas/ Botafogo-PB

Publicados

em

No estádio Amigão, tudo igual. Na noite desta quarta-feira, Campinense e Botafogo-PB empataram em 1 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Paraibano. Os gols do Clássico Emoção foram marcados por Marcelinho, na etapa inicial, para a Reposa, enquanto Roniel deixou tudo igual para o Belo no segundo tempo.

E agora?

Com o resultado, o Botafogo-PB segue na liderança, com 11 pontos, enquanto o Campinense subiu para segundo, com oito – mas pode ser ultrapassado no decorrer da rodada. Na sequência da competição, a Raposa visita o Atlético-PB, já o Belo visita o Nacional de Patos.

O jogo

O primeiro tempo foi bem movimentado, mas com o Campinense melhor na metade inicial. Logo no primeiro minuto, a Raposa assustou com Marcos Nunes, em jogada pela direita, que chutou cruzado, com perigo, mas ninguém completou.

Pouco depois, aos dez, novamente em jogada lateral, Matheus Régis avançou para a área em jogada individual e foi após choque com Rodrigo Ramos, mas a arbitragem nada marcou.

O Botafogo-PB, por sua vez, apresentou dificuldades em marcar e conter a Raposa, enquanto com a bola só chegou no ataque nas bolas paradas de Marcos Aurélio, já o Campinense seguiu bem. E chegou ao gol. Aos 14, Marcelinho recebeu boa enfiada de Marcos Nunes por trás da defesa e, cara a cara, só deslocou Felipe para abrir o placar.

Após o gol, a Raposa continuou bem em campo, confortável, até por volta dos 25 minutos, quando o Belo passou a ganhar campo e se posicionar melhor no setor ofensivo. E por pouco não empatou ainda no primeiro tempo. Aos 37, Marcos Aurélio bateu falta na área com veneno, mas Danilo espalmou.

Um minuto depois, Clayton aciona Elton, que chutou rasteiro, mas parou no goleiro. Na jogada seguinte, de novo Marcos Aurélio cruzou com perigo, na cabeça de Gabriel Yanno, mas Danilo apareceu muito bem e defendeu mais uma vez.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o duelo foi mais equilibrado, ou melhor, mais disputado e até muito picotado, com algumas faltas e cartões amarelos, além de ter tido menos chances. Dentro desse contexto, o Belo foi melhor, ainda que não tenha dominado a Raposa.

Isso porque o Botafogo-PB, sem conseguir penetrar na área do Campinense, apostou em finalizações de fora da área e cruzamento. E assim, depois de muito acionar a boa batida na bola de Marcos Aurélio, o Belo chegou ao gol aos 33 minutos.

Em descida de Kaio Wilker pelo lado direito, o atacante cruzou, Danilo – que fazia grande exibição – rebateu mal e a bola sobrou para Roniel, que só teve o trabalho de ajeitar e bater bem, entrando na área, para deixar tudo igual.

O Campinense, por sua vez, encontrou dificuldades para assustar Felipe e pouco criou. Já o Botafogo-PB seguiu arriscando de fora da área, como com Fred e Bruno Menezes, nos acréscimos, mas sem direção.

Ficha

Campinense

Danilo, Felipinho, Michel Bennech, Cleiton e João Victor (Iago Leite); Rafinha, Patrick e Marcelinho (Vitinho); Cadu (Rhuan Carlos) (Rhuan Carlos), Matheus Régis (Allefe) e Marcos Nunes (Ivamar Júnior). Técnico: Ranielle Ribeiro

Botafogo-PB

Felipe, Rodrigo Ramos (Sávio), Gabriel Yanno, Willian Machado e Tsunami; Rogério (Bruno Menezes), Pablo (Roniel), Juninho, Clayton (Fred) e Marcos Aurélio (Kaio Wilker); Welton. Técnico: Gerson Gusmão.

Gols: Marcelinho (CAM); Roniel (BOT)

Trending