conecte-se conosco

CECearáSérie AÚltimas

Ceará comete erros na defesa e perde para o Santos na Vila

Pilar, Messias teve atuação para esquecer; Vozão cai para sétimo

Publicados

em

Em uma noite com muitos erros da defesa, o Ceará perdeu por 3 a 1 para o Santos, na noite deste sábado, na Vila Belmiro. Vina marcou o gol do Vozão – que até se comportou bem – enquanto Jean Mota, Marinho e Kaio Jorge fizeram para o Peixe, em duelo válido pela segunda rodada da Série A.

E agora?

Com o resultado, o Ceará cai para sétimo na Série A. Na sequência, o Alvinegro enfrenta a Chapecoense, próximo sábado, fora. Antes, porém, vira a chave para o clássico contra o Fortaleza, nesta quinta, pela Copa do Brasil.

Jogo começa com pênalti

Foi um primeiro tempo bem movimentado, com dois pênaltis e alternâncias de ações. De cara, não deu nem tempo para os times se estudarem e logo aos seis minutos, em um lance despretensioso, o Ceará cometeu uma penalidade máxima.

Após cruzamento, Messias, sozinho, se enrolou na hora de afastar o cruzamento com um peixinho e bateu com o braço na bola. Pênalti. Na cobrança, Richard viu Marinho errar o alvo e manter o placar zerado.

Vozão cresce…

A chance desperdiçada pelo Santos deu ânimo ao Alvinegro, que conseguiu trocar passes no campo ofensivo, sobretudo pela esquerda com Bruno Pacheco e Jorginho. Primeiro, em rápida trama no setor, o lateral avançou bem e cruzou rasteiro para Vizeu, que foi interceptado por John. Pouco depois, foi a vez do meia receber bom passe entrando na área e, em finalização, exigir ótima defesa do goleiro santista, que espalmou para escanteio.

…mas o Peixe é quem marca

Marcando alto, o Ceará era superior e conseguia dificultar a saída de bola do Santos. Mas no primeiro descuido da marcação, o Vozão foi vazado. Depois do Peixe furar o bloqueio do Alvinegro, Marinho iniciou a jogada que terminou com Jean Mota, livre na intermediária. O meia só ajeitou a bola e acertou um chutaço, no ângulo, sem chance de defesa para Richard.

Equilíbrio

Aberto o placar, o jogo ficou equilibrado. O Ceará continuou marcando alto e dificultando a vida do Santos, que, quando conseguiu sair, buscou administrar mais o jogo. Com a posse, por sua vez, o Vozão até conseguiu circular, mas faltou inspiração ao meio de campo, que contou com Sobral tentando criar e dar opção, mas foi pouco – Vina esteve apenas discreto.

No fim, outro pênalti

Morno, o jogo parecia caminhar sem maiores emoções para o intervalo. Mas só parecia. Após escanteio cobrado, Messias cabeceou e Alison, mesmo de costas, bloqueou a bola com o braço aberto. Novo pênalti, mas dessa vez para o Vozão. Na batida, Vina tirou de John e deixou tudo igual, aos 50.

Segundo tempo

A etapa complementar voltou com o mesmo panorama da maior parte do primeiro tempo: equilíbrio. O Cará seguiu marcando alto, segurando o ímpeto do Santos. Com a bola, por sua vez, o Vozão também teve dificuldade para infiltrar e só finalizou em um chute de fora da área de Oliveira, sem perigo, além de uma outra tentativa com Vina, onde o meia estava impedido.

Novo vacilo de Messias – e dessa vez a bola puniu

Bem postada, a defesa do Vozão voltou a errar em um cruzamento e de novo com Messias. Após lançamento da lateral da intermediária, o zagueiro, sozinho, tentou afastar, mas acabou deixando a bola no capricho para Marinho, sozinho, só estufar as redes e desempatar, aos 18 minutos.

O Alvinegro sentiu o gol sofrido e ficou apático em campo. E não demorou a levar o terceiro. Depois de cobrança de escanteio, a defesa do Ceará parou e deixou Kaio Jorge livre, que cabeceou sozinho e a bola desviou em Messias, tirando qualquer chance de defesa de Richard, aos 27.

Guto mexe, Vozão vai para frente, mas faz pouco

Tentando mudar o panorama da partida, Guto deu gás novo e fez mexidas ofensivas, a fim de tornar o Alvinegro agressivo. O Vozão até buscou, mais na vontade da organização, porém, não conseguiu reagir e terminou derrotado na Vila Belmiro, em noite ruim da defesa e, principalmente, de Messias.

Ficha

Santos 3

John; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres, Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota (Rosa), Gabriel Pirani (Ângelo); Marinho (Madson), Kaio Jorge (Marcos Leonardo) e Marcos Guilherme (Kevin). Técnico: Fernando Diniz

Ceará 1

Richard; Buiú, Messias, Gabriel Lacerda (Jordan), Bruno Pacheco; Oliveira, Fernando Sobral (Charles), Jorginho, Vina (Rick); Felipe Vizeu (Vizeu) e Saulo Mineiro. Técnico: Guto Ferreira

Local: Vila Belmiro, Santos
Gols: Jean Mota, Alison, Luan Peres (SAN); Gabriel Lacerda (CEA)
Cartões amarelos: Pará (SAN)

Ouça a partir do minuto 100′:

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending