conecte-se conosco

Copa do BrasilPIÚltimas

4 de Julho sai na frente, mas acaba goleado pelo São Paulo e cai na Copa do Brasil

Colorado fez história ao chegar à terceira fase e bater Tricolor na ida

Publicados

em

O Colorado foi valente. No Morumbi, não se abateu, demonstrou uma postura aguerrida e saiu na frente, logo aos 30 segundos, com Dudu Beberibe. Porém, não resistiu no segundo tempo à disparidade técnica existente entre as equipes e perdeu por 9 a 1, na noite desta terça-feira, pela volta da terceira fase da Copa do Brasil.

A goleada sofrida, entretanto, em nada apaga a façanha do Colorado na competição, que já fez história ao vencer o clube paulista na ida, por 3 a 2, no Albertão. Além disso, registrou a melhor campanha de todos os tempos da equipe na Copa do Brasil, tendo avançado duas chaves do torneio.

Antes, o 4 de Julho eliminou Confiança e Cuiabá, times de Série B e A, respectivamente, ganhando importante respiro financeiro para a disputa da Série D, já que arrecadou R$ 1,7 milhão – valor 10x superior ao da folha do clube, que gira em torno de R$ 140 mil.

E agora?

Agora, o Colorado concentra forças na Série D. Neste sábado, o 4 de Julho enfrenta o Imperatriz, em Piripiri, pelo grupo 2 da competição.

O jogo – aguerrido

O jogo mal começou e já apresentou o que seria o 4 de Julho: aguerrido, apesar de em vantagem e no Morumbi. Aos 30 segundos, em escapada entre a defesa paulista, Dudu Beberibe foi acionado em profundidade, ganhou de Miranda na velocidade, entrou cara a cara e só tirou de Volpi para abrir o placar.

Vantagem aumenta – e a coragem também

Apesar de estar – no placar agregado – 4 a 2, o Colorado seguiu em cima: marcando pressão, ora com o bloco médio e até alto, buscando abafar a saída de bola. Além disso, quase ampliou em ótimo chute de fora da área de Gilmar Bahia, que raspou a trave.

Porém, vacila atrás

Conseguindo até se portar bem e marcando com as linhas altas, contudo, o Colorado cometeu deslizes na defesa e acabou sofrendo a virada, com direito a um gol irregular.

Aos 17, Vitor Recife cochilou em marcação na área e não acompanhou Luciano, que subiu livre para completar cobrança de escanteio e deixar tudo igual. Pouco depois, na investida seguinte, a defesa piauiense voltou a sucumbir, mas dessa vez pela chão. Luciano, em posição de impedimento, é acionado nas costas da zaga, entra cara a cara com Jailson e só serve Pablo, que vira o jogo, aos 23.

Virada não abate 4 de Julho, que tenta ir para cima, mas leva o terceiro

Mesmo sofrendo a virada em poucos minutos, o Colorado não se abateu e seguiu indo para cima, a fim de marcar. Tentando Edy e Hiltinho pela direita, até conseguiu rondar a área e amarelar a defesa paulista – Miranda e Bruno Alves -, mas faltou refinamento na frente. E voltou a errar atrás.

Em jogada de linha de fundo de Rigoni, o ala cruzou na área – a defesa piauiense falhou na bola aérea, de novo – e Sara completou para ampliar, aos 38.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Colorado manteve a postura de toda a etapa inicial, aguerrida. Com dois minutos, pediu pênalti em Dudu Beberibe, atingido no rosto com o pé adversário – que sequer acertou a bola – ao tentar peixinho, mas o árbitro nada marcou. Em seguida, Picapau quase diminuiu em chute de fora da área, no ângulo, defendido por Volpi.

Tempo passa, 4 de Julho cansa e qualidade prevalece

Com o passar do tempo, a equipe piauiense sentiu o ritmo alto que tentou durante o jogo – de marcar alto e ir para cima – e tornou-se ainda mais frágil defensivamente, onde prevaleceu a enorme disparidade técnica entre as equipes.

E o São Paulo marcou aos 12, 18 e 22, com Pablo, Rigoni e Bruno Alves. Ainda, aos 30, 38 e 45 marcou mais três: Chico Bala (contra), Luciano e Pablo. Nove a um. Mas o Colorado caiu de pé.

Ficha

São Paulo 9

Tiago Volpi; Bruno Alves, Miranda, Léo; Rigoni (Igor Gomes), Nestor (Shaylon), Sara (João Rojas), Reinaldo (Wellington); Pablo, Luciano e Eder (Igor Vinícius). Técnico: Hernán Crespo

4 de Julho 1

Jailson; Edy (André Victor), Gilmar Bahia, Marcelo, Chico Bala; Vitor Recife (Cinelton), Rômulo (Caio César), Hiltinho; Esquerdinha (Lucas Pederzoli), Dudu Beberibe (Etinho) e Italo Pica-Pau. Técnico: Fernando Tonet

Local: Morumbi, São Paulo
Gols: Dudu Beberibe (4 de Julho); Luciano duas vezes, Rigoni, Bruno Alves, Sara, Pablo três vezes e Chico Bala [contra] (SAO)
Cartões amarelos: Bruno Alves, Miranda e Nestor (SAO)

Ouça a partir do minuto 95′:

Trending