conecte-se conosco
Matheus Teixeira, goleiro do Bahia Matheus Teixeira, goleiro do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

Goleiro temeu perder titularidade no Bahia e agradece técnico por chance

Publicados

em

Goleiro jovem, que veio ganhar suas primeiras oportunidades no começo desta temporada. Herói da classificação para a final e do título da Copa do Nordeste. Matheus Teixeira, que vinha frequentando o banco de reservas do Bahia desde a última temporada, vive um início de carreira dos sonhos. Com a titularidade no Esquadrão, o goleiro de 22 anos vai ganhando sequência com o técnico Dado Cavalcanti e chama a atenção. Diante disso, ele não esconde a gratidão que tem pelo treinador, e ressalta sua trajetória até chegar na meta do Bahia.

“Agradeço muito a Dado. A gente fica feliz quando temos o trabalho reconhecido. Agradeço aos meus companheiros, sabemos como é difícil. É uma posição que só um joga. Enquanto um está jogando, o outro tem que ter paciência. Saber lidar com o momento também, como passei isso um tempo atrás. Sei como é ficar na reserva um período, não é nada fácil”, contou o arqueiro.

“Quem está ali quer estar atuando. Mas a gente torce pelo companheiro. É nossa carreira que está ali, cada um fazendo seu trabalho. Temos que respeitar o momento de cada um. Respeitei o de meus companheiros, eles respeitam o meu, o treinador respeita o momento de cada um. Agradeço a todos, porque acho que agora é meu momento de aproveitar essa oportunidade, e quero aproveitar da melhor maneira possível”, disse Matheus Teixeira.

Outro ponto ressaltado pelo goleiro é a forte disputa pela posição no setor. Além dele, há Douglas, o xará Matheus Claus e Denis Júnior. Os dois primeiros já passaram pela meta do Bahia nesta temporada, assim como Matheus Teixeira. Essa troca constante aconteceu também por conta das lesões que acometeram os três no começo de temporada, em diferentes momentos. Assim, Teixeira não escondeu o receio de acabar perdendo a posição enquanto esteve lesionado. Mas afirmou que, de qualquer forma, respeitaria a decisão de Dado Cavalcanti.

“A gente sabe que o nível dos jogadores do Bahia é altíssimo. Quando a gente acaba perdendo a oportunidade de estar atuando, ficamos com esse receio, se vamos voltar a atuar, se vai ter a posição de titular ou não. Mas essa questão deixo com o treinador. A gente tenta estar ali dentro de campo, nos treinamentos, dando nosso melhor. O nível dos quatro goleiros é altíssimo. Se comparar, a gente sabe que quem entrar vai dar seu melhor e vai corresponder com o que o treinador precisa dentro de campo. Então, a gente quer sempre estar atuando. Do ponto de vista individual, ter essa posição de titular”, finalizou o goleiro do Bahia.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados