conecte-se conosco
Paulo Carneiro, presidente do Vitória Paulo Carneiro, presidente do Vitória

BASérie BÚltimasVitória

Após decisão do Conselho, Paulo Carneiro é afastado da presidência do Vitória

Foto: Maurício da Matta/Vitória

Publicados

em

O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, foi afastado do cargo por decisão do Conselho Deliberativo do clube, em Assembleia Extraordinária realizada na noite desta quinta-feira (2). O mandatário ficará fora da sua função por 60 dias, após decisão baseada no parecer emitido pela Comissão de Ética do Rubro-negro, que sugeriu o afastamento por possíveis infrações cometidas pelo dirigente.

No parecer da Comissão de Ética, há duas suspeitas de infrações que serão julgadas. A primeira delas se trata de não haver contrato entre o Vitória e a empresa Magnum, que recebeu R$ 3.586.068,00 do Vitória, além de um adiantamento de remunerações feito por Paulo Carneiro durante a pandemia. Ao todo, 76 conselheiros votaram a favor do afastamento e três preferiram se abster – vale salientar que essas abstenções são de integrantes da Comissão de Ética, pois foram eles quem fizeram o relatório.

Com o afastamento de Paulo Carneiro, quem assume o comando do Vitória é o vice-presidente Luiz Henrique Viana. Existe ainda a possibilidade de que ele opte por deixar o cargo. Nesse caso, quem presidirá o Leão durante o período de 60 dias é o presidente do Conselho Deliberativo, Fábio Mota.

A crise política do Vitória vem se arrastando há meses, com a perda de força política e isolamento de Paulo Carneiro dentro do clube, ainda mais por problemas financeiros e insucessos no futebol. Expoentes do clube, como o ex-presidente Alexi Portela, já havia cobrado ao atual mandatário que renunciasse ao cargo, e Carneiro rechaçou a hipótese.

Com mandato até 2022, Paulo Carneiro é o quinto presidente do Vitória em seis anos. Período que contou com a renúncia de três ex-mandatários: Ivã de Almeida e Ricardo David, ambos antecessores diretos do atual, e Carlos Falcão.

Protesto

Antes do início da Assembleia Extraordinária, torcedores do Rubro-negro se juntaram na entrada do Barradão para protestar pela saída do presidente. Várias faixas foram levadas, com os dizeres “Fora Paulo Carneiro”, e outros fazendo alusão ao adiantamento do próprio salário que o mandatário teria feito durante a pandemia, enquanto a remuneração de funcionários do clube segue em atraso.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending