conecte-se conosco

BABahiaPESérie ASportÚltimas

Sport vence Bahia, mantém sonho vivo e complica rival na luta contra rebaixamento

Anderson Stevens/Sport Recife

Publicados

em

Em um confronto direto que representa uma das maiores rivalidades do Nordeste, o Sport superou o Bahia e ganhou uma importante sobrevida no Brasileirão. Com um gol solitário de Mikael no segundo tempo, o Leão venceu o Esquadrão por 1 a 0, ganhou uma posição e impediu que o rival deixasse a zona de rebaixamento.

Agora, com a vitória, o Sport ultrapassa o Grêmio e, com 33 pontos, assume a 18ª colocação do Brasileirão, a seis pontos de Atlético-GO e Juventude, primeiros times fora do Z4. Com 36, o Bahia é o 17º, abrindo a zona. Há, porém, uma grande diferença entre todos esses times que brigam contra a queda, com os pernambucanos já tendo feito 34 jogos, contra 32 de todos os demais.

Falando do jogo, Sport e Bahia protagonizaram um jogo de domínios defensivos, com o Tricolor começando no ataque, mas sendo incapaz de furar a defesa rubro-negra, algo que também aconteceu com os mandantes a partir da metade do primeiro tempo, quando passaram a ter o domínio ofensivo.

Agora, o Bahia volta a campo às 19h do domingo, recebendo o Cuiabá, na Fonte Nova. Para o Sport, o próximo jogo só acontece às 21h30 do sábado da próxima semana, visitando o São Paulo, no Morumbi,

Defesas fortes

Em campo, o Bahia logo tomou o domínio do jogo. Tendo total controle da posse de bola, o Esquadrão conseguia chegar com frequência ao ataque, mas tinha dificuldade frente à última linha do Sport, que entrou em campo com uma postura mais defensiva, focando nos contra-ataques.

Esse foi o perfil da primeira metade da etapa, com os pernambucanos conseguindo crescer na segunda metade. Se os baianos haviam aberto uma vantagem de 6×2 nas finalizações, o Leão conseguiu melhorar a sua marcação para recuperar a bola ainda no meio de campo e ser o único time a levar pressão ofensiva, revertendo para um 13×6 no total de chutes.

O bom número de finalizações, porém, não refletia em grandes chances de gol – algo que não existiu nos primeiros 45 minutos. Quem tinha o controle no ataque, sempre via uma fechada linha defensiva impedindo que a presença no campo de ataque virasse presença de área.

Sport abre e segura

Com uma grande queda de rendimento durante o primeiro tempo, o Bahia voltou do intervalo com mudanças no ataque. Quem começou pressionando na frente, porém, foi o Sport, que conseguiu a melhor chance do jogo logo aos cinco minutos, quando recebeu da esquerda, na quina da pequena área e bateu rente ao gol de Danilo Fernandes.

O grosso das finalizações, porém, seguia sendo em chutes de fora, com os dois times encontrando dificuldades para entrar na área e vendo as batidas de fora como únicas alternativas. Com isso, era comum ver chutes sem mira ou sem força, o que tirava o perigo de quase todas as finalizações.

Isso só mudaria aos 20 minutos, quando Paulinho Moccelin recuperou a bola de Germán Conti no meio de campo e centralizou com Mikael, que avançou, puxou a marcação e deixou o ponta livre no lado esquerdo para receber e bater para tirar o zero do placar.

Depois do gol, o Bahia tentou aumentar o ritmo do jogo, enquanto o Sport colocou um terceiro zagueiro e tratou de reforçar a linha defensiva. Nisso, o Tricolor até conseguiu levar perigo, mas o Leão continuou com o domínio defensivo, garantindo os três pontos.

Ficha do jogo

Sport (1)
Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão Silva, Zé Welison, Hernanes (Chico) e Gustavo (Paulinho Moccelin); Everton Felipe (Ronaldo Henrique) e Mikael (Santiago Tréllez). Técnico: Gustavo Florentín.

Bahia (0)
Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Germán Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Danielzinho (Rodriguinho), Patrick de Paula (Edson) e Lucas Mugni; Raí Nascimento (Juan Pablo Ramírez), Maycon Douglas (Hugo Rodallega) e Gilberto (Ronaldo César). Técnico: Guto Ferreira.

Local do jogo: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Gols: Paulinho Moccelin (20’/2º T | SPO)
Cartões amarelos: Marcão Silva (SPO), Gilberto, Juan Pablo Ramírez e Edson (BAH)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending