conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico pressiona, marca no fim e empata com o Guarani nos Aflitos pela Série B

Partida terminou 1 a 1. Foto: Tiago Caldas/Clube Náutico Capibaribe

Publicados

em

No primeiro jogo após o título do Campeonato Pernambucano, o Náutico ficou no 1 a 1 com o Guarani, nesta terça-feira (3), nos Aflitos. Bruno José marcou para os visitantes na primeira etapa, enquanto Amarildo, nos acréscimos, empatou o confronto.

A etapa inicial do Náutico não foi boa, com a equipe cedendo espaços ao Guarani. No entanto, após as mudanças de Roberto Fernandes, o Timbu voltou melhor no segundo tempo e, de tanto insistir, marcou nos acréscimos.

Com o empate, o Náutico desperdiçou a sua primeira chance de entrar no G4 da Série B. Se vencesse o Guarani, pularia para o grupo dos quatro primeiros da Segundona.

Como fica?

Com o resultado, o Náutico chegou aos sete pontos em cinco jogos e ocupa a sétima posição da Série B no momento. O Timbu volta a campo na sexta-feira (6), ante o Vila Nova, fora de casa, em confronto marcado para 19h.

O Guarani, por sua vez, soma cinco pontos em cinco jogos e é o 15º da Série B. O Bugre volta a campo no domingo, no Brinco de Ouro, em clássico contra a Ponte Preta.

Primeiro tempo de Náutico x Guarani

Os 45 minutos iniciais de Náutico e Guarani foram bem movimentados. Jogando em casa, o técnico Roberto Fernandes apostou numa escalação com apenas um volante de origem. Apesar da ideia ofensiva, a escolha fez com que o Bugre tivesse espaço para criar chances e chegar com perigo na meta alvirrubra.

E após um início movimentado, com os dois times criando oportunidades, foi o Guarani que abriu o placar na etapa inicial. Aos 20 minutos, o atacante Júlio César, que já havia colocado uma bola no travessão, apareceu para decidir.

Ele recebeu passe de Eduardo Pesson, dominou e bateu com categoria na saída de Lucas Perri. Houve reclamações quando a condição de Júlio César, mas o VAR revisou o lance e confirmou o gol do Guarani.

Em desvantagem, o Náutico passou a ter mais a bola e procurar criar oportunidades, enquanto o Guarani se postava bem defensivamente e buscava o contra-ataque. Apesar dos dois times terem conseguido chances, o primeiro tempo terminou 1 a 0 para o Bugre.

Segundo tempo de Náutico e Guarani

Na etapa final, o Náutico voltou do intervalo com três mudanças. Mais equilibrado, a equipe passou a dominar completamente as ações ofensivas, enquanto o Guarani se defendia e apostava nos contra-ataques.

Nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, o Náutico criou ao menos quatro situações que levaram perigo ao gol do Guarani. E não parou por aí. Aos 21, Rhaldney entrou na área, limpou o marcador e finalizou, mas Kozlinski defendeu. Aos 23, Léo Passos mandou na trave.

Pelo lado do Guarani, a equipe começou a gostar do jogo e ter chances nos contra-ataques. Aos 26, Lucas Perri saiu e foi até a intermediária tentar colocar a bola para a lateral. No entanto, Ronald driblou o goleiro e tentou tocar para Bruno José, mas Ralph fez a intervenção.

A partida seguiu com o mesmo roteiro: Náutico pressionando, inclusive apostando nos cruzamentos na reta final, e o Guarani buscando os contra-ataques.

De tanto insistir, o Náutico chegou ao gol de empate. Aos 49, Rhaldney cruzou, a bola desviou em Derlan, o goleiro Kozlinski saiu mal, e Amarildo, que entrou no segundo tempo, apareceu para marcar e dar um ponto ao Timbu.

Ficha do jogo

Náutico (1)

Lucas Perri; Thássio (Victor Ferraz), Carlão, Bruno Bispo e Júnior Tavares; Rhaldney, Eduardo Teixeira (Ralph) e Jean Carlos; Niltinho (Pedro Vitor), Luis Phelipe (Ewandro) e Léo Passos (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes

Guarani (1)

Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, João Victor, Ronaldo Alves e Matheus Pereira (Eliel); Leandro Vilela, Rodrigo Andrade (Índio) e Eduardo Person (Derlan); Bruno José (Yago), Júlio César (Ronald) e Nicolas Careca. Técnico: Daniel Paulista

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira

Assistentes: Lorival Cândido das Flores e Jean Marcio dos Santos

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife-PE

Gol: Amarildo (NAU); Júlio César (GUA)

Cartões amarelos: Carlão (NAU); Matheus Pereira (GUA), Eduardo Person (GUA), Diogo Mateus (GUA)

Cartões vermelhos: Leandro Carvalho (NAU)

Trending