conecte-se conosco
Richard Coelho, do Ceará Richard Coelho, do Ceará

CECearáSérie AÚltimas

Ceará fica no empate com Atlético-MG e segue sem vencer em casa pelo Brasileirão

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Publicados

em

Vozão faz jogo equilibrado com o Galo, pressiona, sofre sustos, mas placar termina em branco no Castelão

O Ceará fez um jogo bastante equilibrado. Soube anular bem as principais jogadas do Atlético-MG no Castelão, nesta quarta-feira (15). Mas também sofreu com a boa marcação mineira e não conseguiu marcar. Empate em 0 a 0 e o Vozão segue sem vencer em casa na Série A. Agora, na estreia no técnico Marquinhos Santos.

Como está o Ceará no Brasileirão?

Com o resultado, o Vozão vai a 15 pontos e sobe momentaneamente para a 11ª colocação da Série A. Porém, com vários jogos para acontecer, o Vozão pode perder posições. Mesma situação do Atlético-MG, 5º colocado com 18, que pode cair na tabela.

Qual o próximo jogo do Ceará?

O Alvinegro entra em campo já no próximo sábado (18), contra o Cuiabá. O duelo será na capital do Mato Grosso, às 19h, na Arena Pantanal. Enquanto isso, o Galo recebe o Flamengo no domingo (19), no Mineirão, às 16h, em Belo Horizonte-MG.

Blog de Cassio Zirpoli: Leia mais análises, estatísticas e curiosidades sobre o futebol nordestino

Ceará com posse, mas Atlético-MG finaliza melhor

O jogo teve bastante equilíbrio na primeira etapa. Apesar de poucas chegadas claras, teve muita correria e muita disputa pela bola. O Ceará se postava com mais ímpeto no campo ofensivo. Tinha mais posse de bola e empurrava o Atlético-MG para seu campo. Mas o time mineiro foi quem levou mais perigo.

O Vozão rondou a área, apertou a saída de bola, mas não acertava o último passe para a finalização. Enquanto isso, em uma primeira escapada, o Galo foi bem. Rubens arriscou de fora da área, aos 14 minutos, e Vinícius Machado cortou para escanteio. Aos 20, Nacho Fernández chutou da entrada da área, mas mandou para fora.

Enquanto isso, o Ceará seguia com mais posse, achava boas escapadas pelas laterais, mas não conseguia a finalização com perigo. Pior ainda foi perder Mendoza por lesão, aos 36 do primeiro tempo. Problema na coxa que tirou o atacante de campo.

Aos 37, a chance mais clara da primeira etapa. Após lançamento de Everson, Hulk ganhou de Luiz Otávio na velocidade e saiu na cara de Vinícius Machado. Na hora de finalizar, o atacante tentou tirar do goleiro e mandou para fora.

Ceará aperta, Galo assusta, mas empate permanece

O segundo tempo contou com a torcida ainda mais participativa no Castelão. O Ceará veio também com ímpeto, na mesma postura de pressionar o adversário desde seu campo de defesa.

As jogadas pelo lado com os pontas e laterais eram ainda as mais utilizadas. Porém, o meio de campo passou a aparecer mais próximo da área para finalizar. E foi assim que o Vozão tentou. Chutes de Fernando Sobral e Victor Luís, sem tanto perigo.

Aos 25, uma boa tentativa do Alvinegro cearense com Vina, num contra-ataque. Eram 3 contra 3 e o armador puxou para o pé direito e bateu colocado. Porém, a bola subiu demais e passou longe.

Victor Luís, do Ceará
Foto: Stephan Eilert/Ceará SC

Houve um momento de pressão do Ceará entre os 30 e 40 minutos da segunda etapa, com muita bola aérea, principalmente. Mas não chegou nenhuma bola em melhores condições para Matheus Peixoto.

No fim do jogo, foi a vez do Atlético-MG tentar o abafa para marcar e teve três chances. Primeiro com Vargas, aos 39, onde ele recebeu com liberdade dentro da área, finalizou forte, mas isolou a bola.

Aos 47, Hulk bateu forte da intermediária, a bola pegou efeito e assustou o goleiro do Ceará. Aos 49, o atacante do Galo recebeu na área e rolou atrás, para Calebe, que bateu e parou em defesa segura de Vinícius Machado.

Ficha do jogo

Ceará (0)

Vinícius Machado; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Victor Luís; Richardson, Richard Coelho (Zé Roberto) e Vina; Fernando Sobral, Mendoza (Erick) e Cléber (Matheus Peixoto). Técnico: Marquinhos Santos.

Atlético-MG (0)

Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Otávio, Rubens (Calebe), Guilherme Castilho (Vargas) e Nacho Fernández (Ademir); Keno (Eduardo Sasha) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE.

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Fabrini Bevilaqua Costa (ambos SP).

Cartões amarelos: Richard Coelho e Fernando Sobral (CEA); Rubens, Junior Alonso e Calebe (CAM).

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados