conecte-se conosco
Sport vence Chape Sport vence Chape

PESérie BSportÚltimas

Labandeira decide em 1º toque na bola e Sport bate a Chapecoense na Ilha do Retiro

Publicados

em

Em jogada com três atacantes acionados na 2ª etapa, Sport vê jogador uruguaio marcar o gol da vitória

Foi suado, mas o Sport conseguiu fazer valer o mando de campo para seguir na perseguição ao G4 na Série B. Diante da Chapecoense, o Leão dominou as ações, pressionou, mas precisou contar com a saída do banco do atacante Facundo Labandeira, que marcou o gol leonino em seu primeiro toque na bola.

Na frente no placar, o Rubro-negro viu a pressão se inverter nos minutos finais do jogo, após a expulsão direta do volante Pedro Naressi por falta em Betinho.

Como fica?

Com o resultado, o Sport sobe três posições e alcança, mais uma vez, a quinta posição da Série B. Agora, o Leão soma 37 pontos, ficando cinco atrás do Vasco, último time da zona de classificação para a elite nacional.

Próximo jogo

O Leão terá mais uma semana cheia de trabalhos até o seu próximo compromisso. Na próxima terça-feira, os pernambucanos voltam a Ilha do Retiro para enfrentar o Novorizontino, às 20h30.

O jogo – Sport x Chapecoense

1º Tempo – Sport cerca, mas não consegue ser incisivo

Com uma formação mais ousada, o Sport iniciou o jogo apertando a Chapecoense no seu próprio campo em busca do primeiro gol. Tendo um meio-campo formado por Naressi, Denner e Giovanni, o Leão apostou na posse de bola nos 10 primeiros minutos para procurar brechas na defesa catarinense.

Apesar da pressão inicial, quem assustou de fato foi o Verdão do Oeste. Aos 11, Felipe Ferreira avançou pela direita e acionou o volante Matheus Bianqui, que girou e arriscou chute de fora da área, passando à esquerda do goleiro Dênis.

Depois da primeira chegada da Chape, o Sport tentou intensificar sua blitz visando sair na frente, especialmente em chutes de média distância com meia Giovanni e jogadas tramadas pelo atacante Vagner Love para Kayke, que não conseguiu ser efetivo.

Giovanni - Sport
Meia Giovanni foi uma das principais armas do Leão na primeira etapa – Foto: Rafael Bandeira/Sport

A partir dos 40 minutos, os catarinenses começaram a sair mais para o jogo, especialmente pela esquerda com o lateral Fernando e o ex-leonino Alisson Farias. Por ali, dois arremates foram arriscados, mas sem perigo.

No último lance, os jogadores do Leão ainda se queixaram de uma penalidade cometida pelo zagueiro Victor Ramos. O árbitro Felipe Fernandes de Lima não assinalou o pênalti, decisão que foi confirmada pelo VAR.

2º Tempo – Reservas decidem com gol de Labandeira

Sem alterações nas duas equipes, a partida recomeçou de forma muito parecida com o que se viu ao longo da etapa inicial. Assim, comandando as ações, o Sport foi quem quase abriu o placar no início do segundo tempo.

Aos 7, Kayke arrancou pela esquerda e cruzou voltando para Vágner Love. O camisa 99 desviou para as redes, mas foi travado na hora pelo zagueiro Victor Ramos.

Sem conseguir agredir o adversário, Claudinei promoveu mudanças em atacado aos 23 minutos. Assim, foram acionados Wanderson, Labandeira e Coutinho nas vagas de Sander, Giovanni e Kayke. E, no primeiro lance, os jogadores que entraram protagonizaram a jogada do gol.

Wanderson pressionou pela esquerda, tocou para Gustavo Coutinho e partiu em velocidade. O ponta entrou na área e cruzou rasteiro. A bola passou pelo centroavante e chegou para Facundo Labandeira, que desviou, em sua primeira participação, para as redes do goleiro Saulo.

Sport x Chapecoense
Labandeira marcou o gol do Leão em sua primeira participação – Foto: Rafael Bandeira/Sport

Em vantagem, o Leão começou a esperar mais a Chapecoense no seu campo. Assim, os Rubro-negros passaram a explorar o contragolpe, especialmente pelo lado direto, com o uruguaio Labandeira.

Contudo, aos 38, o Sport ficou com um jogador a menos. Após falta muito forte no meio-campo, Pedro Naressi recebeu um cartão amarelo. Porém, com a revisão do VAR, o árbitro trocou a cor da advertência e expulsou o camisa 6 do Leão.

Dessa forma, nos minutos finais, a Chapecoense ainda tentou imprimir uma pressão, mas não conseguiu furar a defesa do Sport, que se protegia com blocos baixos próximos à área do goleiro Dênis. Com essa postura mais defensiva, o Leão resistiu e garantiu mais três pontos na classificação.

Análises, informações, números e mais: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Ficha do jogo

Sport 1
Dênis; Eduardo, Fábio Alemão (Chico), Sabino e Sander (Wanderson); Pedro Naressi, Denner (Ronaldo Henrique) e Giovanni (Facundo Labandeira); Luciano Juba, Vágner Love e Kayke (Gustavo Coutinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

Chapecoense 0
Saulo; Ronei, Léo, Victor Ramos e Fernando; Marcelo Freitas (Darlan), Pablo Oliveira (Betinho) e Matheus Bianqui (Chrystian); Felipe Ferreira (Thomás), Alisson Farias e William Popp (Jonathan). Técnico: Marcelo Cabo.

Local: Ilha do Retiro
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e José Woshington da Silva (ambos de MG)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Gols: Facundo Labandeira aos 24/2ºT (Sport)
Cartões amarelos: Denner, Kayke, Ronaldo Henrique e Facundo Labandeira (Sport); Pablo Oliveira, Jonathan e Fernando (Chapecoense)
Cartão vermelho: Pedro Naressi e Jorcey Anísio (Sport)
Público: 15.128 torcedores
Renda: R$ 405.655,00

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados