conecte-se conosco
Sport promove gratuidade para PCDs - Foto: Divulgação Sport promove gratuidade para PCDs - Foto: Divulgação

PESportÚltimas

Buscando uma “Ilha mais plural”, Sport promove gratuidade para PCDs e prepara ações para autistas

Publicados

em

Pasta de inclusão e diversidade do Sport busca uma “Ilha mais Plural”

O Sport divulgou, través do seu site oficial, que a partir deste mês de abril terá gratuidade para PCDs (Pessoas Com Deficiência) em jogos na Ilha do Retiro. A medida é um desdobramento do Ilha Plural, iniciativa do clube em prol da inclusão e do enfrentamento às violências.

O espaço destinado será o assento especial, que terá cadeiras preferenciais, com exceção dos cadeirantes, que ficarão no setor da Sociais. Para adquirir o ingresso, é necessário a realização de cadastro na secretaria social e apresentação de RG com sinalização especial. 

Haverá também a cortesia de um ingresso para acompanhante em comemoração ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que acontece em abril. Ao site do clube, Roberta Negrini, vice-presidente de inclusão e diversidade falou sobre a iniciativa.

“Essa é uma entrega da Ilha Plural para a comunidade PCDs e o reflexo disso tudo é a questão das gratuidades. Queremos que usufruam da Ilha do Retiro, sintam-se parte da nossa família. Existe um olhar de promover iniciativas para a inclusão e entendemos que a primeira delas é oferecer gratuidade, ou seja, mostrar que são um público muito relevante e que queremos abraçar de toda forma”, disse.

Torcida do Sport – Foto: Divulgação

Ação de conscientização ao autismo

Ainda em relação ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, o Leão planeja a entrada de 11 crianças autistas como mascotinhos, além de reservar cadeiras preferenciais com adesivo autista na Ilha do Retiro.

Além disso, um torcedor com espectro autista irá puxar o “Cazá Cazá”. A data e o jogo em questão ainda serão confirmados pela assessoria do Sport.

“É uma ação inédita para os clubes no Brasil e nossa grande intenção é que isso se torne uma inspiração não só para outros times, mas para eventos públicos. A partir do momento que a gente entende que o número é muito relevante de pessoas e crianças com espectro autista, a gente acaba se tornando um veículo de inspiração para inclusão”, iniciou Roberta.

“E para mim esse é o principal ponto: entendemos o clube como um veículo de inclusão, principalmente como ator para desmistificar a ideia de que um autista não pode conviver em ambientes com barulho ou muitas pessoas. Entendemos que é possível fazer essa mudança a partir de espaços reservados e dedicados a essa população. Esse é o principal ponto do nosso protagonismo”, completou.

SPORT RECEBEU AS MAIORES PROPOSTAS DO NORDESTE PARA A VENDA DOS DIREITOS DE TV

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados