conecte-se conosco
Águia x Atlético-CE Águia x Atlético-CE

CESérie DÚltimas

Série D: Com um a menos desde o 1º tempo, Atlético-CE busca empate contra o Águia de Marabá

Publicados

em

Águia de Marabá e Atlético-CE protagonizaram um jogo com altos e baixo no estádio Zinho de Oliveira, no Pará. Com 30 minutos bem movimentados, os dois times conseguiram marcar um gol cada. Contudo, após o empate em 1 x 1, o que se viu foi uma partida que caiu de rendimento e passou a ceder o espaço dos lances de perigo para muita catimba e faltas em excesso.

Com o resultado, segue tudo indefinido por uma vaga nas oitavas de final da Série D. Portanto, o empate faz com que quem vencer o jogo no próximo domingo, às 15h, no estádio Presidente Vargas, na capital cearense, se classifique para a próxima fase.

O jogo – Águia de Marabá x Atlético-CE

Na primeira chance do jogo, os donos da casa já conseguiram sair na frente. Aos 5, Bruno Limão fez cobrança de escanteio e acertou bom cruzamento para achar o zagueiro Betão. O defensor acertou uma cabeçada potente, que ainda raspou a trave para balançar as redes do Carcará.

Mesmo com o gol sofrido e jogando fora de casa, o Carcará não se intimidou. Ocupando melhor os espaços no meio-campo, o Atlético teve mais posse de bola e passou a controlar as ações conseguindo, inclusive, impor seu volume de jogo diante dos paraenses, que iam ao ataque explorando a velocidade no contragolpe.

Em saída de bola errada do Águia, os cearenses aproveitaram para empatar a partida. Rodrigo interceptou passe no meio-campo e acionou o atacante Davi Torres. O avançado arriscou de longe e acertou um belo chute para igualar o placar.

Com o empate, a trocação entre as equipes no campo de ataque deu lugar às dividas mais ríspidas. Dessa forma, a reta final da partida no primeiro tempo foi muito picotada por faltas de ambos os lados. Pior para o Atlético-CE, que teve o volante Lucas Maranguape expulso.

A tônica da segunda etapa começou bem parecida aos minutos finais do primeiro tempo: muita briga e poucas chances de gol. Assim, o primeiro chute perigoso só veio acontecer aos 14 minutos, com Luam Parede, que recebeu bola na área, girou e bateu à esquerda do goleiro Jhones.

Entretanto, aos poucos o Águia de Marabá voltou a dominar as ações, muito empurrado pela força de sua torcida e pelas modificações do técnico Rafael Jacques. Vendo seu time perder terreno, o comandante do Rubro-negro cearense acabou acionando o zagueiro Júnior Didé na vaga de Ewerton Potiguar para fechar a sua defesa e tentar manter o empate.

Portanto, os últimos minutos foram de pressão total dos paraenses. Bem postados na defesa, os jogadores do Atlético-CE não cederam espaço para os donos da casa criarem boas chances de finalização. Assim, o placar seguiu empatado em 1 x 1 até o apito final.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Ficha do jogo

Águia de Marabá 1
Axel; Bruno Limão, Rodrigo (Jaques), Betão e Alan Maia; Gabriel Agu, Doda, Wendell (Wander Hudson) e Wander; Douglas Lima (Balão) e Luam Parede. Técnico: Rafael Jacques.

Atlético-CE 1
Jhones Rodrigues; Diego, Matheus Goveia, Pedro Jorge e Rodrigo; Geilson, Lucas Maranguape e João Guilherme; Davi Torres (Wesley), Ewerton Potiguar (Júnior Didé) e Siloé (Ari). Técnico: Michel Lima.

Local: Estádio Zinho de Oliveira, em Marabá (PA)
Árbitro: Wagner Francisco Silva Souza (BA)
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Wesley Silva Santos (ambos da BA)
Gols: Betão aos 5/1ºT (Águia), Davi Torres aos 25/1ºT (Atlético-CE)
Cartões amarelos: Betão, Wander Hudson (Águia); João Guilherme, Siloé, Rodrigo, Wesley (Atlético-CE)
Cartão vermelho: Lucas Maranguape (Atlético-CE)

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados