conecte-se conosco

BABahiaCECearáSérie AÚltimas

Ceará mantém freguesia sobre o Bahia e vence na Fonte Nova

Publicados

em

A freguesia permanece. Mesmo jogando na Fonte Nova, o Ceará derrotou o Bahia por 2 a 0 e impôs a quarta vitória seguida sobre o rival na temporada. Antes, o Vozão já havia vencido o confronto do primeiro turno pelo mesmo placar, no Castelão, e também os dois jogos das finais da Copa do Nordeste, ambos em Salvador. Com isso, manteve também uma longa superioridade, uma vez que não perde para o Bahia desde 2018. No intervalo, agora são cinco vitórias alvinegras e dois empates.

O resultado leva o Ceará provisoriamente para a nona colocação do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos. Já o Bahia, acumula sua terceira derrota seguida na Série A e volta a ver a ameaça do rebaixamento mais perto. Com 28 pontos, tem quatro a mais que o Vasco, 17º colocado, que enfrenta neste domingo o Grêmio, em Porto Alegre.

Agora, o tricolor vira chave e volta suas atenções para a Copa Sul-Americana, onde enfrenta na quarta-feira o argentino Defensia y Justicia, novamente na Fonte Nova, pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. Pelo Brasileiro, volta a campo no próximo sábado para enfrentar o Palmeiras, em São Paulo.

Já o próximo compromisso do Ceará será contra Atlético-GO, também sábado, no Castelão, pela Série A.

Mano volta e muda meio time

A principal novidade do Bahia foi a volta do técnico Mano Menezes. Recuperado da Covid-19 e com um efeito suspensivo conseguido pelo clube contra a punição de quatro jogos imposta pelo STJD, o treinador voltou ao banco de reservas após três partidas. E com o desgaste de 10 jogos nos últimos 37 dias, o comandante tricolor fez várias mudanças na equipe, poupando alguns jogadores, entre eles o artilheiro Gilberto. Com isso, Gabriel Novaes fez sua estreia, com Rodriguinho recuperando espaço no meio de campo. 

Ceará com retornos importantes

Pelo lado do Ceará, o técnico Guto Ferreira manteve praticamente a mesma formação que iniciou o jogo contra o Vasco (vitória por 4 a 1), em São Januário, contando com o retorno do zagueiro Tiago. Porém, para enfrentar o Bahia, Guto optou por uma meio de campo mais leve, com o retorno de Fernando Sobral e apenas Fabinho como volante.

Tricolor (um pouco) melhor no 1º tempo

Mesmo com um time bastante mexido, o Bahia foi levemente superior ao Ceará no primeiro tempo. Com uma marcação adiantada, o Tricolor empurrou o alvinegro em seu campo de defesa e praticamente não foi incomodado. Porém, apesar de ter mais posse de bola  (52%), faltou ser mais incisivo no ataque, com Fessin e Alesson apagados. Nos acréscimos, ainda perdeu o goleiro Douglas, com dores musculares. Anderson entrou em seu lugar.

Salvo pelo VAR

O lance mais importante da etapa inicial veio aos 27 minutos, quando Rodriguinho arriscou um chute de fora da área e o Richard aceitou, no que seria um frangaço. A arbitragem chegou a marcar o gol, mas após verificação do árbitro de vídeo, anulou, uma vez que o goleiro do Ceará conseguiu se recuperar, impedindo que a bola ultrapassasse completamente a linha. 

Ceará superior e Vina volta a brilhar

Já na etapa final não houve qualquer dúvida. O Ceará foi melhor desde o início e procurou tomar a iniciativa do jogo. Mesmo com Mano colocando em campo Gilberto e Daniel, o Tricolor não conseguiu fazer frente ao Vozão. A entrada de Elias, no intervalo, desarrumou a marcação dos donos da casa. O time de Guto aproveitou e abriu o placar com Vina, aos 36 minutos (já havia chegado com perigo outras duas vezes). Já nos descontos, Saulo Mineiro definiu o placar justo para o Alvinegro.

Sentiu o árbitro

Uma curiosidade. Aos 30 minutos do segundo tempo, o árbitro Jean Pierre Gonçalves de Lima sentiu dores musculares e precisou ser atendido. Após paralisação de dois minutos, o árbitro conseguiu retornar e concluir a partida. 

Estatísticas

Posse de bola: Bahia 52% x 48% Ceará 
Finalizações: Bahia 9 x 11 Ceará 
Finalizações no gol: Bahia 2 x 5 Ceará 
Passes certos: Bahia 373 (83%) x 358 (86%) Ceará 
Faltas: Bahia 12 x 17 Ceará 
Desarmes: Bahia 11 x 15 Ceará 
Defesas do goleiro: Bahia 3 x 2 Ceará 
Fonte: Sofascore

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

1 comentário

1 comentário

  1. Sérgio Lima

    6 de dezembro de 2020 a 06:53

    Excelente matéria, faz pouco tempo que comecei a acompanhar os trabalhos de vocês nas redes sociais e estou muito feliz em vez o futebol nordestino ser analisado rodada a rodada. Restou apenas uma dúvida sobre o artigo, qual o motivo de falar que o Ceará está provisoriamente na 9ª colocação? considerando que não será possível ser ultrapassado por nenhum adversário na rodada? no mais, parabéns pelo site, e escuto sempre os Podcast 45 com a análise feita pós jogo. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados