conecte-se conosco

Copa do NordestePEPernambucanoSanta CruzÚltimas

Esquema com três zagueiros é aprovado por elenco do Santa Cruz

Avatar

Publicados

em

Com a renovação dos seus principais jogadores da última temporada e ainda sem conseguir contratar, o Santa Cruz inicia a temporada 2021 com um time recheado de jogadores oriundos das suas categorias de base. Dentre as peças que tem em mãos, o técnico João Brigatti vem treinando o Tricolor no 3-5-2, diferente do habitual 4-3-3, 4-4-2 e outras variações utilizadas ao longo da última temporada.

O Santa Cruz até chegou a atuar com três zagueiros em 2020, mas em jogos específicos, como a primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, contra o Salgueiro. Ali, Danny Morais, William Alves e Célio Santos formaram a primeira linha defensiva. Neste começo de temporada, o novo comandante utiliza esse trio e é algo que, de acordo com as características dos jogadores, é visto com bons olhos e há crença de que pode dar certo.

“Acho que são três zagueiros remanescentes, que já tem a jogabilidade, às vezes mais do que quem está chegando, já conhecem mais o clube, a competição. Se for essa a opção, vamos nos adaptar como já viemos fazendo em alguns treinamentos. Se bem executado, tomando as precauções e utilizando as melhores coisas, como a saída de bola do Célio, que é muito boa, o efeito surpresa, a maior liberdade para os alas”, destacou o capitão Danny Morais.

A proposta de ter uma maior variação de esquema é algo que tem agradado ao zagueiro coral. Contudo, ele destacou também que é preciso estar concentrado para que o conceito seja rapidamente assimilado e possa agregar ainda mais ao Santa Cruz. “Temos que estar muito atentos, concentrados, é um início de trabalho. Vejo como uma forma positiva não só essa formação, mas também a variação. Tudo que a gente fizer, que agregue conceito, valor ao nosso time, sem dúvidas é bem-vindo”, arrematou.

FORMAÇÃO DA EQUIPE

Nos treinos táticos realizados por João Brigatti, o Santa Cruz tem sido escalado com: Jordan; Danny Morais, William Alves e Célio Santos; Augusto Potiguar, Ítalo Henrique, Paulinho, Didira e Leonan (Eduardo); Chiquinho e Pipico. Como Leonan vem sentindo dores musculares e virou dúvida para a estreia no Campeonato Pernambucano, o lateral-esquerdo Eduardo, de 20 anos, pode pintar no time principal.

A proposta do 3-5-2 é a de liberar os laterais, aproveitando a ofensividade de Leonan e Augusto Potiguar, onde, em determinadas circunstâncias do jogo, eles podem fazer o papel de ponta. Além disso, diante das características dos demais atletas, o treinador coral tem a possibilidade de variar esse esquema em um 3-4-3, com os laterais fechando um pouco mais pelo meio, enquanto que Chiquinho e Didira abrem pelos lados e Pipico centraliza.

Trending