conecte-se conosco

PESportÚltimas

Bivar diz que é ‘difícil’ o Sport pagar o Sporting à vista e tenta ‘engenharia’

Mesmo punido pela Fifa, o Leão, dessa vez, pode renovar contratos, só não inscrever reforços

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em


É ‘muito difícil’ para o Sport pagar o Sporting-POR à vista, de acordo com o presidente licenciado do clube, Milton Bivar. Com débito de 907 mil euros (R$ 5,7 milhões segundo a cotação atual) referente à venda de André, o time português cobra o Leão da Ilha na Fifa, que, inclusive, proibiu a equipe pernambucana de registrar jogadores como punição pela inadimplência.  

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Sport

Segundo Milton Bivar, a ideia do Sport é quitar a dívida de forma parcelada – algo, porém, que o Sporting-POR já sinalizou que não aceita. Questionado sobre esta intransigência do clube português, o mandatário retrucou. 

LEIA: Sport renova contrato com o volante Ronaldo até o fim de 2021

“Não, não (é assim). A gente está conversando com eles, já tive duas reuniões online. Vamos ver o que a gente consegue”, iniciou. 

“Precisamos dar uma parcelada nisso. O problema é que as antigas gestões perderam a credibilidade em torno do Sport. Mancharam a nossa imagem, por isso ficou difícil a gente conseguir algo a mais”, acrescentou Milton Bivar. 

Perguntado pela reportagem sobre a possibilidade de pagar o débito à vista, o presidente alertou que não é simples quitar desta forma. “Para pagar assim é muito difícil. Mas a gente está tentando uma engenharia matemática”, afirmou, sem dar maiores detalhes. 

Por fim, questionado sobre a chance de o clube tentar um empréstimo ou fazer algum tipo de adiantamento de receitas, o mandatário disse que estuda as possibilidades. “Estamos fazendo uma engenharia matemática, financeira, onde a gente põe na mesa todas as opções para ver se é possível ou não”, finalizou. 

Punido na Fifa, Sport pode renovar contratos, só não reforços

Sofrendo punição da Fifa desde a última segunda-feira por conta da dívida junto ao Sporting-POR relativa a venda de André, o Sport teve o acesso ao Boletim Informativo Diário (BID) bloqueado. Mas, desta vez, apenas de forma parcial. 

Isso porque, diferentemente de quando o clube sofreu a mesma sanção na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) no caso de Mark González e teve todo o sistema travado, o Sport pode registrar renovações contratuais, só não inscrever e regularizar contratações.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da CBF e por Milton Bivar. Desta forma, os vínculos encerrados no dia 28 de fevereiro podem ser renovados pelo clube mesmo em meio a punição na entidade. 

Como os casos dos volantes Marcão e Ronaldo, e do meia Thiago Neves, que tiveram a permanência assegurada para 2021. Até a noite desta terça-feira, nenhum dos três tiveram registros no BID. 

Outros jogadores que o Sport busca a renovação após os respectivos vínculos terem sido encerrados no fim de fevereiro são Maidana, Júnior Tavares, Betinho, Dalberto e Marquinhos.

Primeiro e até o momento o único contratado pelo clube o atacante Maxwell, ex-Cuiabá, por sua vez, não pode ter a inscrição feita pelo clube e aguarda o fim da sanção imposta pela Fifa. Efetuando o pagamento, aliás, o Sport volta a poder registrar jogadores. 

Não é inédito

Não é novidade para o Sport ter o acesso ao BID bloqueado pela entidade. Em 2019 e 2020, o clube foi punido na esfera nacional (CNRD) por débitos junto a Mark González, quitado em agosto. Já em outubro, foi a vez da sanção ser imposta pela Fifa por dívida com o Oleiros-POR referente ao atacante Diego Filipe, quitado no mesmo mês. 

Trending