conecte-se conosco
Bruno Mota marcou duas vezes para o CSA Bruno Mota marcou duas vezes para o CSA

ALAlagoanoCSAÚltimas

Bruno Mota e Dellatorre decidem, e CSA avança para a final do Alagoano

Publicados

em

Depois de ter empatado o jogo de ida em 1 a 1, a volta no estádio Rei Pelé contou com um CSA dominante, impositivo. Desta forma, não poderia sair um resultado diferente além da vitória. O Azulão bateu o CSE por 3 a 0 e está classificado para a final do Campeonato Alagoano. Bruno Mota, duas vezes, e Dellatorre, marcaram para o CSA.

Agora a equipe aguarda o vencedor do confronto entre Aliança e CRB para conhecer seu adversário. O Alvirrubro venceu o jogo de ida por 1 a 0, fora de casa, e volta a campo nesta quarta (12), às 20h, no Rei Pelé. Como finalista, o CSA garantiu uma vaga na Copa do Brasil de 2022 e também na Copa do Nordeste 2022.

Golaço no começo do jogo

Tentando chegar ao ataque através de passes curtos e tabelas, o CSA foi encontrando dificuldades com a defesa do CSE. Rondava a área mas não encaixava um lance claro para finalizar. Porém, quando conseguiu, foi eficiente e abriu o placar com um golaço. Aos 12 minutos, Bruno Mota pegou de primeira, na entrada da área, e mandou no ângulo do goleiro Alexandre.

O ferrolho defensivo do CSE se manteve mesmo com o tento sofrido, e os donos da casa rondavam a área da mesma maneira. Com maior posse de bola, mas sem achar brechas para ampliar. O Tricolor de Palmeira dos Índios começou a se soltar e arriscou aos 31, com Dakson, de fora da área. Em chute forte, o goleiro Thiago Rodrigues fez boa defesa espalmando para o lado. Aos 45, o Azulão quase ampliou com Marco Túlio, que bateu forte, no alto, e Alexandre salvou. Na cobrança do escanteio aos 46, o arqueiro apareceu novamente, evitando o gol de Lucas Dias.

Outro gol no início tranquiliza CSA

Nos primeiros minutos da etapa complementar, o Azulão pressionou novamente. Começou a ganhar campo, encontrar espaços, e marcou mais uma vez com Bruno Mota. Aos nove minutos, Gabriel Tonini roubou a bola no ataque e cruzou. A zaga cortou mal e a sobra caiu para o meia-atacante, que aproveitou e mandou para as redes. O oitavo gol do artilheiro do Campeonato Alagoano. A pressão para fazer o terceiro continuou e aos 17 ele saiu. Marco Túlio carregou em velocidade e cruzou rasteiro na segunda trave, onde aparecia Dellatorre para completar.

Controlando a partida, depois que o CSE acusou o golpe após os dois gols em menos de 10 minutos, o CSA começou a fazer alterações para poupar seus principais jogadores. Antes de ser sacado, Dellatorre ainda teve a chance de fazer o quarto gol. Aos 30, ele bateu rasteiro e o goleiro Alexandre salvou com o pé. O técnico Bruno Pivetti tirou Bruno Mota, além do volante Gabriel Tonini, que fizeram boa partida. Desta forma, o ritmo caiu um pouco e o Azulão controlou bem a partida até o fim, carimbando seu passaporte para a final.

Ficha do jogo

CSA 2

Thiago Rodrigues; Norberto, Lucão, Lucas Dias e Cristovam (Danilo); Geovane, Gabriel Tonini (Gabriel) e Bruno Mota (Nadson); Aylon, Dellatorre (Iury) e Marco Túlio (Ítalo). Técnico: Bruno Pivetti.

CSE 0

Alexandre; Renato, Eduardo Bahia, Jan Piter e Caetano (Pará); Jair, Emerson e Dakson (Cléber); Stuart (Cleiton), Luizinho (Cristiano) e Alan. Técnico: Jaelson Marcelino.

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL. Gols: Bruno Mota, aos 12′ do 1ºT 9′ do 2ºT, e Dellatorre, aos 17′ do 2ºT (CSA). Cartões amarelos: Bruno Mota (CSA); Renato, Jan Piter e Eduardo Bahia (CSE).

Trending