conecte-se conosco

NáuticoPEPernambucanoÚltimas

Hélio elogia comportamento do elenco e se diz empolgado para a final

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O Náutico está nos últimos momentos de preparação para a final do Pernambucano contra o Sport e com quase tudo pronto para a partida do próximo domingo (23), às 16h, nos Aflitos. Satisfeito com o trabalho realizado, o técnico Hélio dos Anjos elogiou o comportamento do elenco e não escondeu a empolgação antes de decidir mais um estadual.

“O Náutico está muito feliz em chegar a uma decisão. É uma grande oportunidade e vamos chegar bem depois de uma semana proveitosa. O que define uma semana de trabalho é o comportamento dos jogadores e eles estão conscientes da responsabilidade. Vamos chegar fortes até porque o adversário merece respeito. Acima de tudo, tivemos um trabalho consistente e com dedicação dos atletas para chegar fortes para a decisão”, ressaltou o comandante alvirrubro.

Hélio dos Anjos falou da expectativa para a final e da sua motivação em conquistar o primeiro título pelo Náutico. Porém, com foco nos próximos 90 minutos que decidirão o Campeonato Pernambucano de 2021.

“Bate forte, sim (expectativa). Porque na minha carreira não vou ter muitas outras oportunidades para ganhar títulos. Tenho consciência dos meus 64 anos. Estou empolgado, entusiasmado, mas também consciente e humilde das ações e colocações. Vamos enfrentar um grande adversário, que merece todo o respeito. Mas não tememos nada. Sabemos da nossa capacidade”, disse.

O treinador, que trabalha muito a parte psicológica dos seus jogadores, também focou no seu emocional. Apesar da experiência, o frio na barriga é inevitável, mas a motivação é ainda maior por parte do técnico.

“Eu sonho. O dia que eu parar de sonhar, paro de trabalhar com futebol. Meu lado emocional é calibrado lá em cima. Eu vivo o Náutico e o meu psicológico é forte, gosto da pressão, da busca pelo objetivo e de saber que estou sendo cobrado por estar à frente de uma grande equipe do futebol brasileiro. É um privilégio ter objetivos para buscar e tudo o que eu oferecer será pouco”, disse Hélio dos Anjos.

Para o técnico, esta será uma das finais mais difíceis da sua carreira pela parte técnica. E, caso conquiste o título, derrubará um tabu de 53 anos que o Náutico não é campeão sobre o Sport. Isto, no entanto, é colocado em segundo plano.

“Nós vamos tentar conquistar um título. Se a consequência disso é quebrar um tabu, uma situação que a história do futebol não deixa mentir, será muito bom. Mas a nossa preocupação é em ganhar o jogo e o título. As consequências serão muitas e nós esperamos ajudar na história do Clube Náutico Capibaribe”, pontuou.

Trending