conecte-se conosco

BASérie BÚltimasVitória

Em jogo equilibrado, Vitória empata com o Guarani na estreia da Série B

Leão contou com atuação destacada do meia Soares, autor do gol

Publicados

em

Tudo igual. Na estreia da Série B, o Vitória fez um jogo equilibrado e, sobretudo no primeiro tempo, movimentado diante do Guarani, mas ficou no 1 a 1, na noite desta sexta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa. O Leão saiu na frente com Soares, mas viu o Bugre marcar e dar números finais ao jogo com Bidu, ambos na etapa inicial.

E agora?

Na sequência da Segundona, o Rubro-negro enfrenta o Náutico, dia 7 de junho, no estádio Barradão.

O jogo

No geral, foi um primeiro tempo bem movimentado e em boa parte com alternâncias de ataques entre as equipes. Mas no começo o Vitória se impôs melhor.

Leão começa forte e marca

Mesmo fora de casa, o Leão imprimiu um ritmo forte, ocupando o campo ofensivo e tendo boa movimentação, sobretudo partindo do lado direito, com Guilherme, e boa participação de Soares. E, assim, o Rubro-negro não demorou muito a abrir o placar.

Em pivô feito da entrada da área, Samuel serviu Soares que só teve o trabalho de ajeitar e arriscar, acertando o canto, para abrir o placar, logo aos nove minutos.

Guarani acorda, mas Vitória segue bem

Depois de abrir o placar, o Leão viu o Guarani acordar e conseguir reter um pouco mais a bola. Porém, essa melhora do Bugre não inibiu o Rubro-negro, que demonstrou variação ofensiva e voltou a assustar, acionando também o lado esquerdo com David, que avançou em velocidade e cruzou para Samuel, que mesmo desequilibrado deu chute perigoso e exigiu boa defesa.

Vitória cochila atrás e sofre empate

Depois de um bom início, o Vitória passou a dar espaços na defesa e deixou o Guarani gostar de jogo. Primeiro, viu Andrigo arriscar da entrada da área e exigir boa defesa de Ronaldo, aos 20 minutos. Depois, em nova falha de marcação, sucumbiu diante de uma melhor escolha ofensiva do Bugre.

Aos 29, Júlio César recebeu em condição parecida à de Andrigo na jogada anterior, com espaço e na entrada da área, porém, foi mais lúcido e abriu para Bidu, livre, em novo cochilo defensivo baiano. Sozinho, o jogador do Guarani só ajeitou e chutou sem chances de defesa para Ronaldo.

Alternância

Na reta final da primeira etapa, o Leão voltou a contar com boa movimentação de Soares, que acertou a trave em finalização da entrada da área, e, pouco depois, serviu David em cruzamento, que cabeceou bem mas a bola passou perto. Por outro lado, o Rubro-negro seguiu dando brecha na defesa e por pouco não sofreu gol em saída errada de Raul Prata, onde contou com Ronaldo para conter finalização de Davó.

Segundo tempo menos inspirado

A etapa complementar foi movimentada como a primeira e com espaços para os dois times, entretanto, o Vitória demonstrou menos inspiração ofensiva para criar. Soares seguiu tendo destaque, com boa movimentação, procurando o jogo, mas os companheiros não tiveram à altura.

A melhor chegada do Leão, apesar de ter rondado a área do Bugre, foi em ótimo chute de fora da área de Samuel, por volta dos 17 minutos, onde a bola passou raspando.

Por outro lado, defensivamente, a defesa Rubro-negra seguiu sem o encaixe ideal e também permitindo ao Guarani troca de passes, porém, Ronaldo pouco precisou trabalhar.

Chagas mexe, mas jogo pouco muda

Por volta dos 25 minutos do segundo tempo, o técnico Rodrigo Chagas promoveu alterações, a fim de dar gás novo ao Leão. Soares, melhor jogador do Vitória, foi um dos que saiu, cansado. Contudo, apesar da maior posse de bola do Rubro-negro, as trocas surtiram pouco efeito e a única emoção da reta final do jogo foi a expulsão de Pedrinho, em cartão vermelho exagerado após o lateral-esquerdo levantar o pé em dividida, onde, porém, mal tocou no jogador do Bugre.

Ficha

Guarani 1

Rafael Martins; Pablo Diogo, Thales, Carlão, Matheus Bido; Bruno Silva, Índio (Tony), Andrigo (Rafael Costa); Júlio César (Renan), Davó (Régis) e Bruno Sávio (Matheus Souza). Técnico: Daniel Paulista

Vitória 1

Ronaldo; Raul Prata, Marcelo Alves, João Victor, Pedrinho; Gabriel Bispo, João Paulo (Fernando Neto), Soares (Bruno Oliveira); Guilherme (Ygor Catatau), Samuel (Samuel Granada) e David Conceição. Técnico: Rodrigo Chagas

Local do jogo: Brinco de Ouro da Princesa, Campinas
Árbitro: Rafael Carlos Salgueiro lIMA (AL)
Assistentes: Maxwell Rocha Silva e Ruan Luiz de Barros Silva (AL)
Gols: Anmerson Soares (VIT); Bidu (GUA)
Cartões amarelos: Gabriel Bispo (VIT), Thales (GUA)
Cartão vermelho: Pedrinho (VIT)

Ouça a partir do minuto 41′:

Trending