conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Sob a batuta de Jean Carlos, Náutico vence Brasil-RS, segue líder e invicto

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O Náutico segue imbatível na Série B do Campeonato Brasileiro e com um maestro decisivo. Sob a batuta de Jean Carlos, na noite desta quarta-feira (21), o Timbu venceu o Brasil-RS por 2×1, nos Aflitos, pela 13ª rodada, e mantém a liderança isolada de forma invicta. Os gols foram marcados pelo camisa 10, ainda no primeiro tempo, sendo o segundo um golaço de falta. 

Esta foi a oitava vitória do Alvirrubro na competição, que chegou aos 29 pontos, cinco a mais que o Coritiba, mas também com dois jogos a mais. No próximo sábado (24), novamente nos Aflitos, o Timbu recebe o Brusque, às 19h30. Enquanto o Brasil-RS está no 16º lugar com 11 pontos e enfrentará o Avaí, domingo (25), às 20h30, na Ressacada.

Virada pelos pés de Jean Carlos

A partida começou estranha para o Náutico e com uma desvantagem inesperada. Logo no primeiro minuto, após lançamento da defesa para o ataque do Brasil-RS, o goleiro Alex Alves saiu de forma precipitada, Netto ganhou a bola e tocou para Ramon abrir o placar com a barra aberta. 

Mas o Timbu tem Jean Carlos e a virada não demorou a ser construída. Aos nove minutos, Rafinha tocou para Vinícius na esquerda, que mandou para a área. O camisa 10 dominou e chutou no canto esquerdo do goleiro para deixar tudo igual.

O Alvirrubro seguiu criando jogadas ofensivas, apesar de alguns sustos na defesa com espaços deixados para os contra-ataques. Para acalmar os donos da casa, Jean Carlos foi decisivo novamente. Aos 33, o meia cobrou uma falta da direita com perfeição, no ângulo do goleiro e marcou um golaço para fazer 2×1.

Ritmo controlado

Na volta do intervalo, a partida foi mais de marcação e em um ritmo mais lento que o do primeiro tempo. Foram poucas as oportunidades criadas pelas duas equipes. Pelo Timbu, Jean Carlos seguiu sendo a principal arma ofensiva, principalmente nas bolas paradas. O goleiro Matheus Nogueira teve trabalho para fazer uma defesa em falta cobrada pelo meio-campista.

Na reta final, Hélio dos Anjos deixou o time mais ofensivo com as substituições. O meio-campo ficou com Luiz Henrique e Lucas Paraíba, além de Matheus Carvalho na criação e Breno Lorran na lateral esquerda. O Timbu pressionou em busca do terceiro gol para ter mais tranquilidade. Matheus e Breno ficaram próximos de balançar as redes, mas não conseguiram. Nos acréscimos, Lucas Paraíba ainda foi expulso, mas o Timbu garantiu a vitória mesmo por 2×1. 

Ficha do jogo

Náutico 2
Alex Alves; Bryan, Camutanga, Carlão e Rafinha (Breno Lorran); Djavan (Lucas Paraíba), Rhaldney (Luiz Henrique) e Marciel (Giovanny); Jean Carlos (Matheus Carvalho), Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Brasil 1
Matheus Nogueira; Vidal, Leandro Camilo, Ícaro, Alan Dias e Kevin; Denilson (Lucas Santos), Rômulo (Wesley), Netto (Jarro Pedroso) e Gabriel Terra (Renatinho); Ramon (Fabrício). Técnico: Cláudio Tencati. 

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE.
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Gols: Ramon (Brasil), ao 1 do 1ºT; Jean Carlos (Náutico), aos 9 e aos 33 do 1ºT; 
Cartões amarelos: Lucas Paraíba (Náutico); Leandro Camilo (Brasil). 
Cartão vermelho: Lucas Paraíba (Náutico).

Trending