conecte-se conosco

BASérie BÚltimasVitória

Rodrigo Chagas reforça ter sido demitido do Vitória e acionará CBF e CNRD por dívidas

Publicados

em

Logo após o Vitória informar em comunicado que notificou o técnico Rodrigo Chagas para voltar a trabalhar no clube, o treinador, também por meio de uma nota oficial, se posicionou sobre o caso. Chagas reforçou que foi demitido pela diretoria rubro-negra e que desde então vem tentando receber o pagamento das rescisões e dos valores em aberto, porém sem sucesso. O advogado do treinador já notificou o jurídico rubro-negro da cobrança.

Chagas também explicou que, ao assumir a equipe profissional, o seu primeiro contrato, de técnico das divisões de base, deveria ter sido rescindido. O que não aconteceu. Dessa forma, o treinador aguarda a solução do caso até a próxima quinta-feira (12).

Após esse prazo, irá comunicar o departamento de registro e transferência da CBF do seu desligamento, por opção do clube, uma vez que pelo novo regulamento da entidade, cada agremiação ou treinador só pode ser demitir ou pedir demissão uma vez ao longo da competição. “Não posso ficar prejudicado no prosseguimento de minha carreira”, explica Rodrigo, no comunicado.

Por fim, o treinador também adiantou que caso não receba os valores referentes à rescisão do contrato também irá acionar o Vitória na Câmara Nacional de Resoluções de disputa (CNRD) da CBF, que prevê punições a clubes inadimplentes, como proibição de inscrição de novos atletas ou mesmo perda de pontos.

Enquanto isso, a diretoria do Vitória segue no mercado em busca de um substituto para Ramon Menezes, demitido na última quinta-feira (5). O nome em conversa com a cúpula leonina é o de Wagner Lopes, ex-Vila Nova. A rescisão de Ramon Menezes também ainda não foi comunicada oficialmente.

Leia, na íntegra, a nota oficial de Rodrigo Chagas

Venho, por intermédio da presente e em função do comunicado do ESPORTE CLUBE VITÓRIA, informar que era técnico das divisões de base do clube desde 18.01.2017, com contrato de trabalho por tempo indeterminado. O Clube resolveu me contratar para assumir a equipe profissional, quando deveria ter rescindido o 1º contrato, já que o treinador profissional deve possuir contrato por tempo determinado. Os responsáveis pelo departamento de futebol do esporte clube VITÓRIA utilizou a estratégia de registrar nas anotações gerais da minha Carteira de Trabalho o novo contrato e não deu baixa e não pagou a rescisão do contrato anterior.

Como é de conhecimento público, eu fui comunicado da minha demissão pelo presidente do esporte clube vitoria foi desligado do clube em 08.06.2021, como treinador profissional e não sou, desde aquele momento, mais funcionário do ESPORTE CLUBE VITÓRIA. Desde aquele momento, tento negociar o pagamento das rescisões e dos valores em aberto, sem sucesso.

O meu advogado já notificou o clube em 02.08.2021, com base no REGULAMENTO NACIONAL DE REGISTRO E TRANSFERÊNCIA da CBF, com prazo de 10 (dez) dias para efeito de pagamento ou certificação da inadimplência. Findo o prazo, comunicarei ao DEPARTAMENTO DE REGISTRO E TRANFERÊNCIA DA CBF o meu desligamento, por interesse do clube, sem justa causa, porque o regulamento também impõe limitações aos técnicos e não posso ficar prejudicado no prosseguimento de minha carreira. Além disso, caso o ESPORTE CLUBE VITÓRIA não pague os valores devidos, proporei ação na CNRD – CÂMARA NACIONAL DE RESOLUÇÃO DE DISPUTAS da CBF.

Esclareço que o tempo entre meu desligamento e essa nota decorre do meu esforço em solucionar a questão, sem maiores prejuízos ao ESPORTE CLUBE VITÓRIA, instituição que tenho muito apreço e consideração, especialmente por sua imensa e apaixonada torcida.

Ainda acredito no bom senso e na responsabilidade dos gestores para que tudo se resolva nos próximos dias.

Cordialmente,

RODRIGO CHAGAS
Técnico de Futebol Profissional

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending