conecte-se conosco

CEFortalezaSérie AÚltimas

Revelando surpresa em interesse do Fortaleza, Depietri busca adaptação no Brasil

Leonardo Moreira/FEC

Publicados

em

Uma pergunta foi unânime entre a torcida do Fortaleza quando soube do interesse do clube no atacante Valentín Depietri: “quem?”. Desconhecido do futebol brasileiro, o jovem de 20 anos vinha se destacando na Primera Nacional (segunda divisão argentina) e agora que foi oficialmente apresentado como jogador do Leão, Depietri revelou surpresa na busca do Fortaleza, mas também se mostrou feliz e confiante no novo passo na carreira.

Revelado pelo Santamarina, equipe da pequena cidade de Tandil, a mais de 300k ao sul de Buenos Aires, Depietri só jogou nesse clube. Assim, ele revelou surpresa por ese mercado ter chamado a atenção do Tricolor.

“Tudo foi uma surpresa para mim, que repararam no meu jogo, acompanhar a segunda divisão não é algo comum para o clube. Fui surpreendido quando chegou a proposta e que se interessaram em mim desde fevereiro. É algo interessante para mim e para a minha família que ficou muito feliz. Quero me fortalecer e fazer o melhor possível aqui todos os dias”, afirmou o jovem, que também explicou a sua adaptação ao novo trabalho.

“Um dos benefícios de vir para cá era o fato do técnico e sua comissão serem argentinos, falando o mesmo idioma que eu, podendo entender melhor o trabalho tático e o que me peça (…) A primeira semana foi mais difícil porque vinha de um tempo parado, treinando por conta própria, mas depois eu já fui me adaptando melhor ao calor durante os treinamentos e hoje eu posso dizer que estou bem adaptado aos treinamentos e ao ritmo de jogo”.

Depietri também elogiou o elenco e a estrutura do Fortaleza. Na visão dele, a disputa pela posição no time exigirá trabalho. “Tem muitos jogadores bons aqui no Fortaleza, jogadores de qualidade, assim como o Vojvoda me disse, terei que ganhar essa vaga porque nenhuma é garantida (…) Quando cheguei, me surpreendi com a estrutura, porque venho de um clube menor. Aqui tem muitas coisas que podem melhorar a minha carreira e muitas pessoas à disposição para me ajudar”.

Estilo de jogo

Outro ponto comentado por Valentín na sua apresentação, como não poderia deixar de ser, foi o futebol em si. Disposto a todas as funções ofensivas, ele tem mais experiências recentes na ponta direita. “No Santamarina, que foi meu último clube, joguei muito tempo pela direita, mas não significa que não gosto de jogar pela esquerda, e também já treinei pelo centro do campo, atrás do camisa 9, assim, na frente, no ataque, me sinto bem em qualquer posição”.

O jogador também comentou sobre os diferentes perfis de jogo que ele encarava na Primera B e, agora, no Brasileirão. “Notei que os jogadores têm muita técnica, são muito bons com a bola e fisicamente rápidos. Da divisão que venho é um futebol com mais marcação, menos espaços, a diferença principal é a rapidez de jogo e, tecnicamente, os jogadores são muito bons”.

Isso, para ele, significa uma nova adaptação. “Tem que se jogar mais rápido, dois, três toques, o ritmo de jogo é muito rápido e é uma questão de se adaptar. Minha passagem no Santamarina também passei por isso e a forma de jogar era diferente. O ritmo de jogo vai melhorando e acredito que esse passo aqui vai ajudar bastante na minha carreira”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending