conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Improdutivo, Náutico demora para entrar no jogo e perde por 2 a 1 para Londrina em casa

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Dominante, porém inofensivo. Esse foi o Náutico que perdeu para o Londrina por 2 a 1 na noite desta terça-feira. Com m primeiro tempo completamente preso na marcação do adversário, o Timbu teve uma noite de dificuldade nos Aflitos e demorou demais para se encontrar no jogo. Com isso, Luiz Henrique marcou duas vezes, a segunda de pênalti, e Jean Carlos só conseguiu descontar quando o time já perdia por dois gols.

Como fica?

Com a derrota, o Náutico se afasta e já fica a nove pontos do CRB, quarto colocado da Série B. Para o Londrina, o jogo deixa o time com a chance de sair do Z4 no próximo jogo. O Alvirrubro, agora, viaja a Belém, para enfrentar o Clube do Remo às 19h da sexta-feira. Para o Tubarão, o próximo compromisso será às 16h do sábado, recebendo o Vitória.

Domínio inofensivo do Náutico

O jogo começou com grande presença das equipes médicas. Aos 10 minutos, cada time já tinha uma substituição por lesão, com Bryan, do Náutico, e Pedro Cacho, do Londrina, deixando o campo em momentos separados. Em campo, o Alvirrubro buscava o controle do jogo, mas o Londrina conseguia ser muito mais efetivo quando tinha a bola em jogadas de velocidade.

Não por menos, foi exatamente assim que o placar saiu do zero. Aos 19, Júnior Pirambu recuperou a bola no meio de campo e lançou Luiz Henrique, entrando na área, para bater na saída de Alex Alves para fazer 1 a 0 para o Londrina – antes mesmo da primeira finalização do Náutico no jogo.

Depois do gol, a cara do jogo não mudou. Trabalhando a bola no campo de ataque, o Náutico não conseguia furar a última linha da defesa do Londrina, que, fechada, recuperava a bola facilmente e gerava lances de perigo real nos contra-ataques. Isso ia além do gol, com o Tubarão ficando no quase em várias oportunidades. Nesse cenário, o Náutico foi inofensivo ao longo de toda a primeira etapa, mesmo que conseguindo aparecer à área de ataque.

Crescimento do Londrina e Fator Jean Carlos

Três minutos. Foi isso que o Londrina precisou no segundo tempo para ter a visa facilitada. Ali, Camutanga acertou com o braço na bola. Na cobrança do pênalti, Júnior Pirambu bateu para a defesa de Alex Alves, mas, no rebote, Luiz Henrique fez o segundo dele. Depois dali, o Londrina cresceu e, além de mais perigoso, ganhou presença de campo, conseguindo disputar com o Náutico no meio.

Mesmo com menos domínio da posse, o Náutico conseguiu encontrar um gol aos 17. Em jogada individual de Vinícius pela esquerda, o atacante colocou a bola na entrada da área para Jean Carlos ajeitar, bater e contar com o desvio em Felipe Vieira para guardar.

Dali em diante, o Náutico recuperou seu poderio no meio de campo e passou a ser mais perigoso no ataque, com méritos totais para Jean Carlos, que era o responsável exclusivo pelas perigosas finalizações que o clube tinha de fora da área. Enquanto isso, o Londrina, sem fôlego, já não conseguia encaixar seus ferinos lances de velocidade, o que gerou um fim de jogo favorável ao Timbu, que, porém, não conseguiu aproveitar para converter isso em um empate.

Ficha do jogo

Náutico 1
Alex Alves; Bryan (Hereda), Rafael Ribeiro, Camutanga e Júnior Tavares; Rhaldney (Guillermo Paiva), Djavan (Luiz Henrique) e Jean Carlos; Tailson (Álvaro), Vinícius e Jacob Murillo. Técnico: Marcelo Chamusca.

Londrina 2
Dalton; Matheus Bianqui, Marcondes Júnior, Lucas Costa e Felipe Vieira; Jean Henrique, Jhonny Lucas e Pedro Cacho (Danilo/Tárik); Marcelinho (Caprini), Luiz Henrique e Júnior Pirambu (Salatiel Júnior). Técnico: Márcio Fernandes.

Local do jogo: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Cipriano da Silva Sousa (TO)
Gols: Luiz Henrique (19’/1º T | LON), Luiz Henrique (4’/2ºT | LON), Jean Carlos (17’/2ºT | NAU)
Cartões amarelos: Camutanga, Rhaldney, Júnior Tavares, Vinícius, Rafael Ribeiro (NAU), Marcelinho, Jean Henrique, Luiz Henrique, Tárik, Lucas Costa (LON)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending