conecte-se conosco

BAÚltimasVitória

Vitória tenta inscrever reforços antes de recesso da CBF, devido à punição na Fifa

Foto: Divulgação/EC Vitória

Publicados

em

O Vitória corre contra o tempo para poder inscrever jogadores para a temporada de 2022. Isso porque o clube tem ciência da punição imposta pela Fifa, que o deixará impossibilitado de inscrever atletas até 2023, por conta do atraso no pagamento das parcelas de empréstimo do atacante Walter Bou junto ao Boca Juniors. O prazo máximo para inscrever atletas é dia 17 de dezembro, dia em que a CBF entra de recesso. Após o retorno, a punição já passa a vigorar. Ciente disso, o Vitória tenta contornar a situação, buscando uma nova forma de pagamento juntos aos argentinos.

“Nosso departamento jurídico está em contato com o departamento jurídico do jogador, estamos conversando para tentar fazer o parcelamento. Entendemos e temos plena convicção de que haverá isso. O trabalho é nesse sentido. Estamos também tentando arrumar recursos para fazer frente a essa despesa, da mesma forma como o Boca Juniors. Estamos em contato com o Boca Juniors para tentar parcelar os 300 mil dólares que o clube deve ao Boca Juniors. São ações do ponto de vista administrativo. A gente vem reduzindo o custo do clube para adequar à realidade que estamos vivendo”, afirmou o presidente interino do Leão, Fábio Mota.

“Tenho até o dia 17, quando começa o recesso da CBF. Até lá posso inscrever jogadores. A partir de janeiro, quando abre a janela, para eu inscrever jogadores, tenho que estar com minha solução resolvida. ‘Minha’ que estou dizendo é a situação do Esporte Clube Vitória, primeiro com Walter Bou. Nós estamos trabalhando muito para resolver isso e achamos que, em janeiro, essa situação vai estar resolvida. Estamos tentando parcelar a dívida, buscando meios para pagar essa dívida”, acrescentou.

O Vitória atrasou o pagamento das parcelas ao Boca Juniors pelo atacante Walter Bou e o valor chega a cerca de R$ 1 milhão. Caso a dívida seja quitada, o clube derruba a punição. O atacante foi contratado pelo Vitória por empréstimo, em 2018. Porém, ele disputou apenas oito partidas e não balançou as redes.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que o Vitória  fica impedido de registrar atletas. Em dezembro de 2020, o clube  foi punido na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). Apenas em fevereiro de 2021 o Leão quitou as dívidas na CNRD e foi liberado para regularizar os atletas. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending