conecte-se conosco
Richard Franco, Náutico Richard Franco, Náutico

NáuticoPEPernambucanoÚltimas

Sem perder para o Sete há 37 anos, Náutico tem apenas uma dúvida para esta terça; veja

Tiago Caldas/Náutico

Publicados

em

A Arena de Pernambuco será palco do jogo entre Sete de Setembro e Náutico, às 19h desta terça-feira. Apesar do duelo acontecer na Região Metropolitana, o mando é do time garanhuense, que não tem os laudos de liberação para jogar no Gigante do Agreste. Para o jogo, o Timbu ostenta uma marca de 37 anos sem derrotas para o Lobo Guará e tem apenas uma dúvida no time que vai em busca de manter essa longa marca.

Em toda a história, Náutico e Sete de Setembro já se enfrentaram em 42 oportunidades, e o Timbu tem larga vantagem no retrospecto. São 36 vitórias alvirrubras, quatro empates e apenas duas derrotas.

Desses dois resultados favoráveis ao time de Garanhuns, o primeiro aconteceu justamente no primeiro confronto, em um amistoso em setembro de 1967, com vitória do Logo Guará por 3 a 0, no Agreste. Depois, o Sete ainda buscaria outra vitória, por 1 a 0, pelo Pernambucano de 1985, nos Aflitos.

Desde então, os dois clubes já enfrentaram em 24 oportunidades, com 22 triunfos do Náutico e dois empates. Hoje o time da capital vive uma sequência de quatro vitórias seguidas sobre o adversário desta terça-feira, com a última tendo acontecido no Pernambucano do ano passado, por 1 a 0, no Lacerdão, em Caruaru, com gol de Kieza.

O time provável do Náutico

Falando no K9, ainda não será nesse jogo que ele fará sua estreia na temporada 2022. Além dele, o time também não deve contar com o meia Jean Carlos e o zagueiro Wellington – os dois devem começar a temporada 2022 apenas no jogo do próximo fim de semana, contra o Sampaio Corrêa.

Outro desfalque no Náutico é o zagueiro João Paulo, que passou boa impressão no primeiro jogo da temporada, contra o Íbis, mas, por falta da vacinação contra a Covid-19, está vetado pelos protocolos da FPF e da CBF de atuar nos jogos do Timbu.

Sem o retorno de nenhum dos quatro, a expectativa é de que o Náutico utilize uma formação similar à que foi derrotada por 3 a 2 pelo Sport no último sábado.

Uma das poucas dúvidas fica sobre o nome de Richard Franco (foto). O meia paraguaio entrou bem no segundo tempo do Clássico dos Clássicos e pode ser acionado entre os titulares neste jogo.

Assim, Hélio dos Anjos deve montar o time para este jogo com Lucas Perri; Hereda, Carlão, Camutanga e Júnior Tavares; Djavan (Richard Franco), Rhaldney e Juninho Carpina; Ewandro, Leandro Carvalho e Robinho.

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados