conecte-se conosco

ALCSAPESérie BSportÚltimas

No Rei Pelé, CSA domina, bate Sport e vence a primeira na Série B

Azulão quebrou jejum de vitória e tirou invencibilidade do Rubro-negro; veja mais

Publicados

em

O CSA dominou a partida inteira e venceu o Sport por 1 a 0, na tarde deste sábado, no estádio Rei Pelé, pela quinta rodada da Série B. Depois de empilhar chances perdidas e parar em Mailson, o Azulão marcou com Lourenço, no fim do segundo tempo. Apesar de mínimo, o placar fez justiça ao que foi o duelo, praticamente um time só.

E agora?

Com o resultado, o CSA subiu para 13º, com cinco pontos, enquanto o Sport caiu para quinto, com oito. Na sequência, o Azulão recebe o Criciúma, nesta quarta, em duelo atrasado da primeira rodada da Segundona. Já o Rubro-negro enfrenta o Tombense, próxima sexta, na Ilha.

O jogo – CSA e Sport

O primeiro tempo foi todo do CSA, que encurralou um inoperante Sport. Para se ter uma ideia, nos primeiros quatro minutos houve quatro escanteios para os donos da casa. Que, inclusive, só não abriu o placar logo depois disso porque Dalberto desperdiçou chance cara a cara e parou em Mailson após falha do estreante Fabinho na saída de bola.

Mesmo com o passar do tempo e redução de ritmo, o Azulão seguiu dominante. Mas esbarrou na dupla de zaga do Sport, que bloqueou as investidas com o bom posicionamento. Quando eles não conseguiram, Mailson novamente salvou. E duas vezes: em chute da meia-lua de Gabriel e finalização de Igor.

O CSA até conseguiu marcar em lance de jogo aéreo, mas o VAR invalidou o lance por toque de mão. Ao Sport, 45 minutos de muita pobreza, apesar do espaço para jogar. A única finalização saiu em tentativa de Luciano Juba, que arriscou de longe mas a bola passou distante do gol. Do outro lado, o Azulão chutou dez vezes.

Segundo tempo

Para a etapa complementar, o cenário pouco mudou, apesar das alterações do Sport – entraram Bruno Matias e Rodrigão. Assim, o CSA seguiu melhor e rondou a área em busca do gol, mas viu as boas tentativas de Diego Renan e Dalberto, da entrada da área, pararem em Mailson.

Já o Rubro-negro, mesmo com espaço, seguiu sem inspiração e não conseguiu assustar. O único lance de perigo saiu em cruzamento de Juba, que mandou bola açucarada na cabeça de Jaderson, mas ele parou em Marcelo Carné – em 90 minutos, foi a única defesa do goleiro alagoano.

Na reta final, o Azulão se mandou de vez para cima. E foi premiado com um justo gol. Após cruzamento aos 42 minutos, Mailson espalmou para o meio da área e, no rebote, Lourenço deslocou o goleiro e abriu o placar, fazendo jus ao que foi o jogo. Daí em diante, o CSA só administrou para sair vencer com total merecimento.

Ficha – CSA e Sport

CSA

Marcelo Carné; Igor, Werley, Lucão, Diego Renan; Geovane (Giva), Gabriel (Lucas Marques, Yann Rolim (Lourenço); Osvaldo (Didira), Bruno Mezenga e Dalberto (Lucas Barcelos). Técnico: Mozart

Sport

Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino, Lucas Hernández (Chico); Ronaldo (Bruno Matias, Fabinho, Pedro Naressi (Jaderson), Luciano Juba; Kayke (Rodrigão) e Bill (Ray Vanegas). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Rei Pelé, Maceió
Cartões amarelos: Igor, Diego Renan (CSA); Luciano Juba (SPO)
Gols:

Trending