conecte-se conosco
Ponte Preta x Sport - Série B Ponte Preta x Sport - Série B

PESérie BSportÚltimas

Com gol de pênalti no 1º tempo, Sport perde para Ponte Preta e mantém jejum de vitórias como visitante na Série B

Foto: Divulgação/Sport

Publicados

em

Última – e única – vitória do Sport fora de casa na Segundona foi diante da Chapecoense, no dia 13 de maio

O roteiro se repetiu mais uma vez. Com direito a vacilo da defesa no primeiro tempo, o Sport foi derrotado pela Ponte Preta fora de casa e viu mais uma chance de se aproximar do G4 da Série B escorrer entre os dedos. O gol do jogo foi marcado por Lucca, em cobrança de pênalti bobo cometido pelo zagueiro Sabino ainda na primeira etapa.

Os leoninos ainda marcaram também no primeiro tempo, mas viram o VAR confirmar a decisão do árbitro Ramon Abbati Abel de impugnar o gol de Kayke, alegando impedimento do camisa 17.

Como fica?

Com o resultado, o Sport segue estacionado na 6ª posição, com 40 pontos ganhos. No complemento da rodada, o Rubro-negro pode perder até quatro posições em casos de vitórias de CRB, Tombense, Criciúma e Ituano.

Próximos jogos

O Leão volta a campo já na próxima segunda-feira em partida decisiva para as suas pretensões no campeonato. Em casa, o Sport recebe o Bahia, às 20h, para tentar se recolocar na disputa pelo acesso à Série A.

O jogo – Ponte Preta x Sport

1º Tempo – Leão vacila na defesa e pênalti coloca Ponte à frente

Precisando da vitória para encurtar o caminho na perseguição ao G4, o Sport começou o jogo diante da Ponte Preta buscando ter a maior iniciativa das ações ofensivas. Com um time mais técnico, o Leão até dominava a posse de bola, mas via os campineiros buscarem o ataque nos contragolpes em velocidade, especialmente com Élvis e Fessin.

Assim, logo aos 10 minutos, a Ponte Preta chegou ao seu gol. Após cobrança de escanteio, Sabino fez carga nas costas do meia Walisson. Na hora, o árbitro Ramon Abbati Abel deu falta a favor do Leão, mas o VAR recomendou a revisão. Dessa forma, o juiz acabou mudando a decisão e assinalando a penalidade. Lucca partiu para a cobrança, Saulo defendeu, mas o rebote voltou no pé do atacante alvinegro, que só empurrou para as redes.

Atrás no placar, o Sport não se intimidou e seguiu fazendo seu jogo. Dominando a posse de bola, faltava ao Rubro-negro a intensidade para pressionar a Macaca. Por isso, a primeira chance dos pernambucanos só aconteceu aos 18, quando Caíque França furou a bola após receber recuo. Vagner Love acompanhava o lance, mas não conseguiu desviar para a meta dos paulistas.

Doze minutos depois, o Sport até chegou a balançar as redes, mas o lance acabou impugnado pela arbitragem, o que gerou muita reclamação dos leoninos. Aos 30, Vagner Love aproveitou bola lançada na área e cabeceou em cima do goleiro da Macaca. A bola se apresentou no rebote para Kayke, que desviou para a meta, mas teve o gol anulado pelo árbitro.

Nos minutos finais, o Sport se tornou ainda mais ofensivo utilizando o lado direito da defesa da Ponte Preta, que perdeu o lateral Igor Formiga, que devido a dores no ombro, acabou substituído pelo ex-rubro-negro Norberto.

A Ponte Preta ainda se queixou de pênalti no meia Fessin nos acréscimos da primeira etapa. Após arrancada pela esquerda, o jogador dividiu com o lateral Eduardo, que o tocou pelas costas. O árbitro aguardou a revisão do VAR, que manteve a decisão de campo.

2° Tempo – Técnico demora a mexer e Sport não consegue reagir

A etapa complementar começou com a Ponte Preta apertando o Sport no seu campo de defesa. Assim, nos primeiros 15 minutos de jogo, a Macaca chegou perigosamente com Lucca e Élvis, que esbarraram na defesa rubro-negra para não balançar as redes de Saulo.

Parecendo perdido em campo, o Sport buscava o ataque apenas em ligações diretas para os atacantes Kayke e Vagner Love, mas sem conseguir ser efetivos. Assim, o técnico Claudinei Oliveira só mudou o time aos 20 do segundo tempo, quando acionou Labandeira, Wanderson e Gustavo Coutinho nas vagas de Giovanni, Juba e Kayke.

Com as mudanças, o Sport passou a ocupar mais o campo de ataque, mas ainda assim, sem levar efetivo perigo ao gol defendido pelo goleiro Caíque França. A Ponte Preta, por sua vez, seguia aproveitando os erros de passei no meio-campo leonino para partir em velocidade no contra-ataque.

Aos 42, o Leão teve a sua grande chance na segunda etapa. Gustavo Coutinho recolheu bola na área e bateu cruzado. O chute explodiu na trave de Caíque França e foi afastado pela defesa da Macaca. Na continuação do lance, os campineiros partiram em contragolpe que Chico matou e levou cartão amarelo.

Assim, sem forças para chegar ao gol, o Leão chegou a sua segunda derrota consecutiva fora de casa e segue com apenas um triunfo como visitante na Série B.

Ficha do jogo

Ponte Preta 1
Caíque França; Igor Formiga (Norberto), Mateus Silva, Fábio Sanches e Artur (Jean Carlos); Felipe Amaral (Moisés Ribeiro), Wesley Fraga e Walisson (Bruno Alves); Élvis, Fessin e Lucca (Ribamar). Técnico: Hélio dos Anjos.

Sport 0
Saulo; Eduardo (Ewerthon), Sabino, Chico e Lucas Hernández; Ronaldo Henrique (Denner), Fabinho e Giovanni (Labandeira); Luciano Juba (Wanderson), Vagner Love e Kayke (Gustavo Coutinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Thiaggo Americano Labes e Bruno Muller (ambos de SC)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Gols: Lucca aos 10/1ºT (Ponte Preta)
Cartões amarelos: Walisson, Jean Carlos e Felipe Amaral (Ponte Preta); Eduardo, Sabino, Lucas Hernández e Chico (Sport)

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados