conecte-se conosco
Burocrático e pouco criativo, Bahia empata com o Goiás na Fonte Nova pela Série A Burocrático e pouco criativo, Bahia empata com o Goiás na Fonte Nova pela Série A

BABahiaSérie AÚltimas

Burocrático e pouco criativo, Bahia empata com o Goiás na Fonte Nova pela Série A

Publicados

em

Tricolor sofre com a pouca criatividade no setor de ataque e fica no empate dentro de casa

O Bahia não teve uma tarde inspirada neste sábado (20), na Arena Fonte Nova. Com pontaria ruim e pouca criação de jogadas, abusando da bola aérea em vários momentos, o Tricolor apenas empatou com o Goiás em 1 a 1, pela 7ª rodada do Brasileirão 2023.

O 1º tempo foi corrido, com chances para os dois lados. Na 2ª etapa, o Bahia teve mais posse de bola e rondou a área, mas faltou muita criatividade para incomodar mais o adversário. O gol do Esquadrão foi marcado por Everaldo, enquanto que Bruno Melo empatou para o Goiás.

Classificação do Bahia na Série A

Com este resultado, o Esquadrão assume momentaneamente a 12ª colocação da Série A do Campeonato Brasileiro, com 7 pontos. Enquanto isso, o Goiás é provisoriamente o 14º lugar, também com 7 pontos.

Qual o próximo jogo do Bahia?

O Tricolor de Aço volta a campo no próximo domingo (28), diante do Internacional, pelo Brasileirão. O duelo acontecerá no Beira-Rio, em Porto Alegre-RS, às 16h.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Bahia sofre com pouca inspiração e empata com o Goiás

O 1º tempo foi aberto, com as duas equipes tendo chances no campo de ataque. Para o Bahia, apesar tocar a bola próximo da área do Goiás, faltou mais contundência para que o último passe saísse corretamente. Muitas vezes o passe falhava, ou quem tinha a bola demorava muito para dar continuidade.

Enquanto isso, defensivamente, o Tricolor deu espaços demais para o Goiás. O meio de campo com Jacaré e Ryan nas alas, e Thaciano e Cauly no meio, esteve muito espaçado e faltou mais pegada na marcação. Com isso, o Esmeraldino conseguiu algumas boas escapadas com Palácios e Alesson, apesar de não ter aproveitado tecnicamente.

O Bahia chegou bem com David Duarte, Thaciano e Biel em chutes de fora da área. O Goiás também incomodou, e até marcou com Matheus Peixoto de cabeça, mas ele estava impedido no lance, que aconteceu aos 21 minutos.

A resposta do Esquadrão aconteceu aos 24. Com gol. Biel tentou a batida da entrada da área e a bola bateu na defesa, mas sobrou na esquerda para Everaldo, que chutou colocado e abriu o placar.

O problema é que o time seguiu dando espaços ao Goiás, que aproveitou. Aos 31, Bruno Melo cobrou falta na entrada da área e a bola passou no meio da barreira, ao lado de Vitor Hugo, indo no canto esquerdo, sem chances para Marcos Felipe.

Depois disso, o Bahia esboçou uma resposta imediata e acertou o travessão aos 33, em cabeçada de David Duarte. No rebote, Ademir chutou em cima do goleiro, que estava no chão.

Aos 41, em contra-ataque, Palácios tocou para Matheus Peixoto, na entrada da área, chutar forte e rasteiro para boa defesa de Marcos Felipe. Palácios também chegou perto de marcar, em finalização da entrada da área, aos 45, que raspou a trave.

Bahia comemora o gol marcado por Everaldo, contra o Goiás, com um abraço coletivo dos jogadores.
Apesar do gol marcado, setor ofensivo do Bahia ficou devendo bastante na Fonte Nova. Foto: Felipe Oliveira/Bahia EC

Na 2ª etapa, apesar do Bahia ter amenizado seu problema na marcação com a entrada de Acevedo, o ritmo do jogo caiu e a equipe produziu bem menos. Enquanto isso, o Goiás sabia administrar bem o placar, que era favorável para ele.

O Bahia incomodou só aos 13, com chute cruzado de Biel que Tadeu defendeu. Jacaré teve uma boa oportunidade de cabeça aos 17, mas pegou muito mal e mandou para fora.

Com mudanças, o Esmeraldino também tentou incomodar e quase virou aos 24, em chute de Gabriel Novaes, que saiu de frente com Marcos Felipe e parou em defesa do goleiro tricolor. Na volta, Diego chutou, ela desviou na marcação e saiu.

Depois disso, o Bahia seguiu rondando a área do Goiás, tocava de um lado para o outro, mas faltou inspiração e qualidade para alcançar o gol do triunfo. Assim, fica um empate amargo em plena Fonte Nova, pela Série A.

Ryan, lateral-esquerdo do Bahia, ajeita o corpo e prepara cruzamento de pé esquerdo em jogo contra o Goiás, pela Série A do Brasileirão
Tricolor de Aço abusou da bola aérea em vários momentos do jogo. Foto: Felipe Oliveira/Bahia EC

FICHA DO JOGO

Bahia 1

Marcos Felipe; Gabriel Xavier (Nicolás Acevedo), David Duarte e Vitor Hugo; Vitor Jacaré, Thaciano, Cauly e Ryan (Chávez); Ademir (Arthur Sales), Biel (Kayky) e Everaldo. Técnico: Renato Paiva.

Goiás 1

Tadeu; Maguinho (Bruno Santos), Lucas Halter, Bruno Melo e Sander; Zé Ricardo, Willian Oliveira, Diego e Julián Palácios (Dodô); Alesson (Gabriel Novaes) e Matheus Peixoto (Phillipe Costa). Técnico: Emerson Ávila.

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA.
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL).
Assistentes: Brigida Cirilo Ferreira (AL) e Eduardo Goncalves da Cruz (MS).
Gols: Everaldo (24’/1ºT) (BAH); Bruno Melo (31’/1ºT) (GOI).
Cartões amarelos: Ryan (BAH); Zé Ricardo, Alesson e Maguinho (GOI).
Público: 33.042 torcedores.
Renda: R$ 925.378,00

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados