conecte-se conosco
Bahia perde para o Grêmio nos pênaltis e dá adeus à Copa do Brasil Bahia perde para o Grêmio nos pênaltis e dá adeus à Copa do Brasil

BABahiaCopa do BrasilÚltimas

Gabriel Grando brilha nos pênaltis e Grêmio elimina o Bahia nas quartas de final da Copa do Brasil

Publicados

em

A partida entre Grêmio e Bahia fez valer a pena todos os 65 minutos de espera dos torcedores na Arena. Por conta das fortes chuvas que caíram nesta quarta-feira em Porto Alegre, o jogo precisou de várias inspeções da arbitragem para poder começar. Assim, com gols de Everaldo e Villasanti, as duas equipes repetiram o placar da Fonte Nova e decidiram a vaga nas semifinais nos pênaltis.

Melhor para os gaúchos, que viram o goleiro Gabriel Grando brilhar e defender duas cobranças (Cicinho e Gabriel Xavier). Com o resultado, o Grêmio conquistou a premiação de R$ 9 milhões e manteve o tabu de nunca ter sido eliminado pelo Bahia na Copa do Brasil. O Esquadrão, por sua vez, repetiu sua melhor campanha e segue com a escrita de nunca ter chegado às semifinais do torneio.

O jogo – Grêmio x Bahia

Após 65 minutos de atraso por conta da chuva que empoçava o gramado da Arena do Grêmio, o jogo das quartas de final da Copa do Brasil, em que o Imortal recebeu o Bahia, o Tricolor Gaúcho começou mantendo a posse de bola e tentando exercer pressão sob a defesa do Esquadrão no campo de defesa.

Os baianos demoraram a entrar no jogo. A postura dos visitantes só melhorou após os 15 minutos, quando o Bahia conseguiu encaixar a marcação no meio-campo e passou a explorar as jogadas em transição com Ademir e Kayky.

Contudo, no melhor momento do Esquadrão, o Grêmio teve a sua grande chance. Após lance polêmico, Hilton Pereira Sampaio assinalou pênalti em toque de bola no cotovelo de Acevedo. Porém, na cobrança, Cristaldo soltou uma pancada para defesa de Marcos Felipe.

No último lance do primeiro tempo, a estrela do artilheiro apareceu. Após jogada pela direita, Kayky recebeu, avançou e encontrou Everaldo na intermediária. O centroavante chamou João Pedro para dançar e arriscou um chutaço de longe, sem chances para Gabriel Grando.

Grêmio x Bahia - Everaldo
Everaldo deixou o Esquadrão em vantagem no primeiro tempo – Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Em desvantagem, o Grêmio voltou como muito mais ímpeto ofensivo. Mais compactado, o Imortal conseguia trocar passes rapidamente e criar um bom volume de jogo nos minutos iniciais. Assim, vendo a possibilidade de explorar a postura recuada do Bahia, o técnico Renato Portaluppi tirou Kannemann e acionou Ferreira para deixar os donos da casa ainda mais em cima.

Encolhido no campo de ataque, o Bahia baixou muito suas linhas e pouco conseguia criar em jogadas de contragolpe. A prova disso é que a primeira estocada na defesa rival na etapa final só aconteceu depois dos 20 minutos, quando Ademir partiu em velocidade e acertou chute de longe para boa defesa do arqueiro Gabriel Grando.

A resposta dos donos da casa veio aos 26 minutos. Ferreira recebeu bola pelo lado esquerdo e partiu para cima da marcação. Assim, passou por Cicinho e cruzou voltando para Villasanti, que entrou livre e bateu forte para empatar o placar.

Depois do empate, o Bahia adiantou a sua marcação e passou a comandar as ações. Com tramas rápidas no setor ofensivo, o Esquadrão acertou a trave de Gabriel Grando duas vezes em dois minutos, em jogadas com Mugni e Ademir. Entre os lances, os presentes na Arena ainda viram Suárez acertar lindo lançamento para Ferreira cabecear e Marcos Felipe fazer excelente defesa.

Aos 44, o centroavante uruguaio ainda exigiu mais uma belíssima defesa do arqueiro soteropolitano. Lançado do lado esquerdo da área, o camisa 9 chutou colocado e Marcos Felipe fez grande intervenção. A bola ainda tocou o travessão antes de sair.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Pênaltis

Nas penalidades, Reinaldo, Ferreira, Villasanti e André fizeram para o Grêmio. O Bahia, por sua vez, contou com os acertos de Cauly, Everaldo e Yago Felipe.

Assim, o fiel da balança ficou para os erros na marca penal. Portanto, Bruno Alves acertou o travessão e Bitello desperdiçou pelo lado do Imortal, enquanto Acevedo bateu para fora pelo Esquadrão.

Gabruel Grando - Grêmio x Bahia
Goleiro gremista pegou duas cobranças e definiu vaga para o Imortal – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Dessa forma, como Cicinho e Gabriel Xavier tiveram as cobranças pegas por Gabriel Grando, o Grêmio avançou para as semifinais.

Ficha do jogo

Grêmio 1 (4)
Gabriel Grando; Bruno Univi, Bruno Alves e Kannemann (Ferreira); João Pedro (Gustavo Martins), Villasanti, Carballo (Nathan), Bitello, Cristaldo (Vina) e Reinaldo; Luís Suárez (André). Técnico: Renato Portaluppi.

Bahia 1 (3)
Marcos Felipe; Cicinho, Gabriel Xavier, Kanu e Ryan (Matheus Bahia); Rezende, Acevedo e Cauly; Ademir (Yago Felipe), Kayky (Lucas Mugni) e Everaldo. Técnico: Renato Paiva.

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (FIFA-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
Gols: Everaldo aos 50/1ºT (Bahia), Villasanti aos 26/2ºT (Grêmio)
Cartões amarelos: Carballo, Gustavo Martins (Grêmio); Acevedo, Everaldo, Ryan, Kanu, Ademir (Bahia)
Público: 35.437 torcedores
Renda: R$ 3.109.743,00

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados