conecte-se conosco
Bahia tropeça diante do lanter América-MG. Bahia tropeça diante do lanter América-MG.

BABahiaSérie A

Bahia desperdiça chances e vantagem numérica, perde de virada para o América-MG e vai para a última rodada no Z-4

Publicados

em

Tricolor de Aço sequer conseguiu pontuar contra o lanterna e já rebaixado Coelho

O Bahia não conseguiu aproveitar a ‘ajuda da rodada’, perdeu, de virada, por 3 x 2 para o América-MG e vai para a última rodada da Série A dentro da zona do Z-4. Após sair na frente, o Esquadrão viu o Coelho remontar e voltar a vencer depois de 15 jogos. Renato Marques, duas vezes, e Ricardo Silva marcaram para os donos da casa. Everaldo e Ademir descontaram.

Como fica?

Com o resultado, Bahia segue como o primeiro time da zona de rebaixamento, com 41 pontos somados. Agora, a equipe baiana vai para a rodada derradeira do Brasileiro sem depender das próprias forças. O rebaixado América-MG segue na lanterna, com 24 conquistados.

O jogo – América-MG x Bahia

Os primeiros 15 minutos foram do América-MG. Já sem ter pelo o que brigar na competição, os donos da casa aproveitaram o nervosismo tricolor, sobretudo com a bola no pé, para construir chegadas de perigo. Aos 3 e aos 5, o Coelho chegou em lances pela esquerda com Matheusinho.

O Esquadrão até respondeu aos 11, em jogada de Cauly que terminou em escanteio. Mas a equipe baiana só cresceu, de fato, no jogo, depois dos 15 jogados. Aos 20, Kanu subiu bem após cobrança de escanteio e cabeceou firme para o chão para grande defesa do goleiro americano Jori.

O Bahia voltou a assustar aos 22, com bola na trave de Thaciano. A chance, no entanto, não demorou a ser recompensada. Com 24 no relógio, após pênalti marcado em bola que resvalou na mão de Matheus Henrique, o Tricolor abriu o placar com Everaldo. 1 x 0 no Independência.

Mas a vantagem tricolor durou pouco. Cinco minutos, exatamente. Aos 29, após cobrança fechada de escanteio de Emmanuel Matínez, Ricardo Silva subiu no meio de dois zagueiros tricolores para deixar tudo igual no palcar. O gol abateu o Bahia, e a virada alviverde veio. Com certa facilidade.

Aos 37, Lucas Kal recebeu na intermediária e acionou Renato Marques. O centroavante arriscou de longe, acertando o canto direito de Marcos Felipe e colocando o Coelho pela primeira vez à frente do placar. O Esquadrão ainda assustou aos 39, com Thaciano, mas nada fez.

Bahia segue no Z-4. Crédito: Felipe Oliveira/ECB

Na volta do intervalo, sequer deu tempo do Bahia respirar. Com apenas um minuto de bola rolando, Renato Marques aproveitou cruzamento de Rodriguinho e anotou o terceiro gol do América-MG na partida. Um balde d’água fria nas pretensões do Bahia, que não se entregou.

Precisando do triunfo, o Esquadrão se lançou para o ataque. E conseguiu levar perigo. Aos 15, após pênalti marcado, Matheusinho foi expulso, após puxar a camisa de Biel. Com o lance revisado, a penalidade virou falta fora da área, mas o cartão vermelho foi mantido.

Cenário que, naturalmente, favoreceu a equipe baiana. Mas faltava capricho e atenção na hora de finalizar. Ademir, acionado na segunda etapa, empilhou grandes chances. Aos 22, na primeira delas, o ponta não conseguiu aproveitar chute cruzado de Acevedo e mandou para fora.

Aos 33 e aos 45, o camisa 7 voltou a deixar passar oportunidades. Na melhor delas, após lance de Biel, o jogador não conseguiu aproveitar a meta vazia, sem o goleiro Jori. Sozinho, mandou por cima. E o Bahia deixou o campo sem sequer conseguiu pontuar contra o lanterna.

Próximos jogos na Série A

As equipes voltam a campo na próxima quarta-feira (3), às 21h30, pela 38ª e última rodada do Brasileiro. O Bahia recebe o Atlético-MG, na Arena Fonte Nova, enquanto o América-MG encara o Goiás, fora de casa.

FICHA DO JOGO

AMÉRICA-MG 3
Jori; Matheusinho, Ricardo Silva (Éder), Júlio e Marlon; Lucas Kal, Juninho (Daniel Borges), Emmanuel Martínez e Rodriguinho; Everaldo (Adyson) e Renato Marques (Ighor Gabryel). Técnico: Diogo Giacomini.

BAHIA 2
Marcos Felipe; Gilberto, Kanu (David Duarte), Vitor Hugo (Ademir) e Luciano Juba; Rezende, Acevedo, Thaciano (Mingotti), Cauly e Biel (Vitor Jacaré); Everaldo. Técnico: Rogério Ceni.

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Arbitragem:
Marcelo de Lima Henrique
Assistentes:
Eduardo Gonçalves da Cruz e Marcia Bezerra Lopes
Gols:
Ricardo Silva e Renato Marques (AME); Everaldo e Ademir (BAH)
Cartões amarelos:
Marlon e Jori (AME)

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados