conecte-se conosco
Itamar Schulle, técnico do Santa Cruz Itamar Schulle, técnico do Santa Cruz

PEPernambucanoSanta CruzÚltimas

Itamar explica mudanças no Santa Cruz e valoriza retorno ao caminho das vitórias no Estadual

Foto: Reprodução/TV Coral

Publicados

em

Comandante do Santa Cruz avaliou atuação diante do Porto como consistente e lamentou lesão de Lucas Bessa

Enfim, o Santa Cruz voltou ao caminho das vitórias. Após duas sentidas derrotas nos clássicos contra Sport e Náutico, o técnico Itamar Schülle valorizou o resultado diante do Porto nesta quarta-feira (31), que diminui a possibilidade em torno do trabalho coral.

Para além disso, o treinador ainda se mostrou satisfeito com o desempenho que, segundo ele, mostrou consistência nos 90 minutos da partida vencida por 3 x 1 pela sexta rodada do Campeonato Pernambucano.

“A primeira avaliação é que é muito importante vencer neste campeonato tão difícil. Para nós, foi primordial conquistar três pontos e com atuação que teve uma consistência durante todos os 90 minutos. Foi muito importante também para aquilo que a gente trabalhou após o último jogo. Conversamos internamente e o resultado disso os atletas colocaram em campo hoje. A gente fica feliz por isso”, pontuou o técnico coral.

Itamar Schulle, técnico do Santa Cruz
Foto: Reprodução/TV Coral

Mudanças no time do Santa Cruz

Diante do Gavião de Caruaru, o Santa Cruz entrou em campo com três mudanças em relação à última escalação, contra o Náutico, no sábado passado. Em duas delas, houveram estreias como titulares, nos casos de Lucas Bessa e William Assmann, que substituíram o volante Caio Mello e o contestado goleiro André Luiz.

Assim, o treinador coral apontou que a proposta de jogo – com um jogador de melhor presença ofensiva no meio-campo – e o momento vivido pelo arqueiro motivaram as decisões.

“As mudanças que a gente faz são em cima do trabalho. Eu acho que era o momento do William (Assmann) pelo trabalho que ele vem fazendo e isso deixei bem claro pra ele e também pro André (Luiz), pelo respeito que eu tenho com eles. Por isso, a gente é bem transparente nas decisões. Então, o que o William vem fazendo, construindo nos treinamentos faz a gente oportunizar isso que ele que ele tem feito”, explicou.

“Na outra mudança, o que a gente procurou ter com o (Lucas) Bessa foi um jogador que chegasse mais na frente e procuramos botar um jogador com características deste tipo. Infelizmente, teve a lesão e o Caio (Mello) também entrou muito bem. Isso é bom para os atletas perceberem que todos eles são muito importantes no contexto do trabalho”, complementou.

Lucas Bessa - Porto x Santa Cruz
Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

A saída de Lucas Bessa aconteceu ainda no primeiro tempo, quando o jogador prendeu o pé no gramado e deixou o campo com muitas dores no joelho. Inclusive, esta não é a primeira lesão do volante desde que chegou ao Santa Cruz.

Contratado com status de titular, o meio-campista sentiu um problema antes da estreia no ano, contra o Altos, em Teresina. Dessa forma, precisou de duas semanas para se recuperar até fazer sua estreia no clássico contra o Sport, quando foi acionado no segundo tempo.

Com retorno à capital pernambucana ainda nesta quarta-feira à noite, o Santa Cruz se reapresenta já na quinta-feira, no Arruda, quando os jogadores que não foram titulares realizarão treinamentos já visando o jogo diante do Petrolina, na terça-feira, às 16h30, no Estádio Paulo Coelho.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados