conecte-se conosco
Gilvan é apresentado pelo Santa Cruz Gilvan é apresentado pelo Santa Cruz

PEPernambucanoSanta CruzÚltimas

Apresentado no Santa Cruz, Gilvan fala sobre concorrência por camisa 9 e se diz pronto para estrar contra o Retrô

Foto: Reprodução/TV Coral

Publicados

em

Atacante de 31 anos foi oficializado pelo Santa Cruz na última sexta-feira; Gilvan vinha atuando pelo ASA em 2024

Anunciado na última sexta-feira, o experiente centroavante Gilvan foi apresentado pelo Santa Cruz nesta terça-feira. Contratado após deixar o ASA, onde fez seis jogos em 2024, o jogador fez questão de se colocar à disposição do técnico Itamar Schülle para fazer sua estreia já contra o Retrô, na quinta-feira, às 20h, no Arruda.

“Eu estava jogando, então já chego preparado. Estou fazendo uns trabalhos com o Tacão (preparador físico do Santa Cruz) e, se tudo der certo, espero já fazer a estreia na quinta-feira. A gente sabe da importância desse jogo para a importância do campeonato. Por isso, estamos todos bastante focados no trabalho para fazermos um grande jogo”, apontou Gilvan.

Contratado para preencher a lacuna deixada no planejamento do Santa Cruz por Matheus Matias, que foi afastado por problema cardíaco, Gilvan terá uma boa briga para chegar ao time titular com Pedro Bortoluzo, que vem sendo acionado constantemente por Itamar no time principal e já possui três gols no Estadual.

Questionado sobre a disputa, o jogador afirmou que só quem tem a ganhar é o clube com dois jogadores competindo em bom nível para serem acionados na equipe inicial.

“É uma briga boa e bastante importante para o clube, pois com certeza vamos estar trabalhando forte para que quem for estar em campo, representando o Santa Cruz, possa fazer isso da melhor forma possível. Vou trabalhar bastante e sempre que o professor precisar de mim espero estar à disposição”, explicou.

Com menos de uma semana no Arruda, Gilvan apontou que veio ao Santa Cruz após conversar com velhos conhecidos para pegar as referências do clube. Ex-jogador de Itamar no Operário-PR, o centroavante revelou que conversou com João Diogo antes de acertar com a Cobra Coral.

“Trabalhei com o Itamar (Schülle) em 2015, lá no Operário de Ponta Grossa, e eu sei que é um treinador que cobra bastante, que não nos deixa entrar na zona de conforto, algo que é muito importante para que possamos estar sempre evoluindo durante a temporada. Quando cheguei aqui, fui muito bem recebido pelo grupo. Eu já conhecia o João Diogo, jogamos juntos lá na Aparecidense, por isso, liguei para ele antes para sair das referências do clube, conhecer o projeto e tenho certeza que o Santa Cruz vai voltar logo ao cenário nacional”, finalizou.

Números, estatísticas e mais sobre o futebol nordestino: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados