conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Marcelo Rocha lamenta falta de atitude do Náutico: ‘A pior partida’

Publicados

em

O Náutico não teve o técnico Hélio dos Anjos, que testou positivo para a Covid-19, na beira do campo na derrota para o Confiança por 2×0, nesta segunda-feira (4). Coube ao auxiliar Marcelo Rocha comandar o time em uma partida de baixo rendimento dos alvirrubros. E para o assistente, faltou atitude aos jogadores para competir com o adversário em busca do resultado.

“O Hélio faz falta, mas os jogadores sabiam o que tinham de fazer em campo. Ele passou tudo. Nosso maior problema foi a falta de atitude nos 90 minutos. Foi a pior partida tecnicamente desde que chegamos. O Confiança competiu o tempo todo e não jogamos. Deixamos a desejar na competitividade, erramos na saída de bola e sofremos com isso. Abrimos mão da posse e não é do nosso costume”, analisou Marcelo Rocha.

Apesar de não estar no campo, Hélio dos Anjos teve participação direta na partida. Através do telefone, o treinador se comunicou com a comissão técnica e definiu as substituições feitas durante o jogo. Inclusive, a saída de Jean Carlos para a entrada de Ruy, aos 18 minutos do segundo tempo.

“Todas as substituições foram feitas pelo Hélio. Ele estava acompanhando o jogo pela TV e falando diretamente com Dudu (Capixaba). Mas foi uma opção (a saída de Jean Carlos) para termos mais velocidade. Sabemos da qualidade do Jean, mas Hélio optou por Ruy para articular melhor as jogadas e dar um outro ritmo”, justificou.

Para a partida diante Paraná, na próxima sexta-feira (8), em um confronto direto contra o rebaixamento, Marcelo acredita que o Náutico terá outra postura para se recuperar na Série B. “Hélio vai passar tudo o que deixamos de fazer hoje e vai ter cobrança. Temos que nos reerguer e vamos para o jogo da vida contra o Paraná”, concluiu.

Foto: Caio Falcão/CNC

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending