conecte-se conosco

BABahiaCopa do NordesteÚltimas

No Carneirão, Atlético-BA marca no fim e vence o Bahia de virada pelo Nordestão

Agitato, jogo teve duas expulsões; times são segundo de cada chave

Publicados

em

Com gol nos acréscimos, o Atlético-BA venceu o Bahia de virada por 2 a 1, na noite deste sábado, no estádio Carneirão, pela terceira rodada da Copa do Nordeste. O Esquadrão saiu na frente com Marcelo Cirino, enquanto a equipe de Alagoinhas empatou com Iran ainda no primeiro tempo e marcou com Dionísio no fim da etapa complementar.

E agora?

Com o resultado, o Atlético-BA subiu para segundo no grupo A, com sete pontos, enquanto o Bahia fica em segundo da chave B, com três. Na sequência do Regional, o time de Alagoinhas visita o Botafogo, enquanto o Bahia recebe o Globo, ambos no próximo sábado.

O jogo

Em casa, a equipe de Alagoinhas buscou se impor e começou o jogo tentando sufocar o Bahia, sendo superior nos primeiros 15 minutos. No entanto, sem conseguir criar chances efetivas. Por outro lado, passada a pressão inicial, bastou a primeira investida para o Esquadrão abrir o placar.

Após ligação direta da defesa, Cirino ajeitou de cabeça para Raí Nascimento sair cara a cara e deslocar Fabio Lima, fazendo 1 a 0. Em vantagem, o Bahia diminuiu o ritmo do jogo imposto pelo Atlético-BA, que errou muitos passes na tentativa de retomar as rédeas do jogo.

Concentrado no meio, o jogo ficou morno. Até que aos 38 minutos Lucas Alisson foi expulso direto após dividida com Ignácio. E apesar da inferioridade numérica, foi o time de Alagoinhas que marcou. Em jogada ensaiada nos acréscimos, Iran aproveitou rebote de chute na trave de Gabriel Esteves e deixou tudo igual.

Segundo tempo

A etapa complementar começou e de forma bem movimentada. Aos cinco minutos, foi a vez de Matheus Bahia ser expulso direto, após entrar atrasado e duro em Thiaguinho. Dez contra dez, a partida ficou mais aberta, com mais ímpeto do Atlético-BA.

Aos 16, Thiaguinho tentou da entrada da área, mas a bola subiu. Depois, foi a vez de Miller desperdiçar duas chances -a primeira, de cabeça, para fora, depois, acionado em velocidade, errou o alvo cara a cara com Danilo Fernandes.

A fim de melhorar o rendimento do Esquadrão, Guto Ferreira acionou Rodallega, Luiz Henrique e Daniel. E as mexidas melhoraram o Bahia, que conseguiu reter um pouco mais a bola e até criar duas boas chances, Mas ambas foram desperdiçadas por Rodallega, que de frente para Fábio Lima não conseguiu aproveitar.

E aí entrou em cena um tradicional ditado do futebol: quem não faz, leva. Aos 46 minutos, após chuveirinho na área, a defesa do Esquadrão vacilou e a bola sobrou para Dionísio, que tirou de Danilo Fernandes para virar e dar números finais ao jogo. Dois a um

Ficha

Atlético de Alagoinhas

Fábio Lima; Paulinho (Allef), Iran, Bremer, Matheus Leal (Caetano); Lucas Alisson, Dionisio, Miller (Israel); Thiaguinho (Renna), Gabriel Esteves (Emerson) e Jerry. Técnico: Agnaldo Liz

Bahia

Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Gustavo Henrique, Matheus Bahia; Willian Maranhão, Miqueias (Rezende), Marco Antônio (Luiz Henrique); Raí Nascimento (Daniel), Marcelo Cirino (Rodallega) e Ronaldo César (Djalma Silva). Técnico: Guto Ferreira

Local: Carneirão, Bahia
Gols: Raí Nascimento (BAH); Iran e Dionísio (ATL)
Cartões amarelos: Douglas Borel (BAH); Dionísio (ATL)
Cartões vermelhos: Matheus Bahia (BAH); Lucas Alisson (ATL)

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados