conecte-se conosco

Copa do NordestePESportÚltimas

Florentín se defende de pressão e questionamentos ao trabalho: “Primeira vez que trabalho com 90% dos jogadores”

Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Publicados

em

O Sport não vence há cinco partidas na temporada e a derrota para o Botafogo-PB por 1×0, na Ilha do Retiro, pelo Nordestão, aumentou a pressão sobre o técnico Gustavo Florentín. Mas os resultados, de acordo com o treinador, são justificados pelos problemas na falta de opções no início do ano e que apenas agora estão sendo solucionados.

“Foi a primeira vez desde o início do ano que tivemos 90% dos jogadores disponíveis e aproveitamos para trabalhar dois dias (segunda e terça). Tudo isso em pouco mais de 40 sessões de treinos one tivemos várias dificuldades. Foram dois dias, mas com cuidado na carga de trabalho. Não é para buscar desculpa, mas mencionar o que está acontecendo. Vamos continuar trabalhando, sendo autocrítico e conversando com os jogadores”, afirmou o treinador rubro-negro.

Florentín reconheceu que a falta de resultados gera questionamentos sobre o seu trabalho. Contudo, ressaltou o esforço que tem sido feito diariamente no clube para melhorar a sequência do Sport na temporada

“Sabemos quais são as regras do jogo nessa profissão. Sabemos perfeitamente quais são. Ninguém quer perder seu trabalho. Tanto jogadores, comissão técnica e dirigentes, estamos fazendo um esforço muito grande. E quando há um esforço grande, tem que ter sua recompensa. Tem que dar as vitórias”, completou. 

Após a derrota para o Botafogo-PB, o Sport terá dois duelos decisivos contra o Altos, no Piauí. O primeiro, pela Copa do Nordeste, é importante para a classificação às quartas de final. Já o segundo é o jogo único pela Copa do Brasil, que vale vaga na segunda fase.

Trending