conecte-se conosco

Copa do BrasilPESportÚltimas

Sport encara o Altos em busca de interromper vexames na Copa do Brasil

Rubro-negro vem de eliminações precoces em sequência; veja mais

Publicados

em

O confronto do Sport diante do Altos, nesta quarta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil, é importante em diferentes níveis para o Leão. Além do aspecto esportivo, como a classificação em um torneio relevante e tradicional, além do anímico sob o ponto de vista da confiança do time – há seis jogos sem vencer na temporada -, também tem a importância pelo histórico recente.

Isso porque a equipe pernambucana vem fazendo campanhas vexatórias na competição, acumulando três eliminações na primeira fase ao longo dos últimos três anos.

A sina negativa do Rubro-negro começou em 2019. Ali, a queda ocorreu para a Tombense, por 3 a 0. Nos anos seguintes, o resultado acabou mais parelho, mas com o mesmo desfecho. Em 2020, derrota por 2 a 1 para o Brusque, enquanto em 2021 o revés foi por 3 a 2 para a Juazeirense.

Como prevê o regulamento da Copa do Brasil, o Sport – por ter bom ranking -, fez todas as eliminatórias, disputadas em jogo único, fora de casa. Mas também tinha a vantagem do empate – cenários que se repetem nesta temporada, em Teresina.

O detalhe é que o retrospecto ruim pode ser ampliado em mais uma temporada. Em 2018, o Sport até conseguiu avançar na primeira fase, mas no segundo mata-mata foi eliminado para o Ferroviário, na Ilha do Retiro, nos pênaltis – depois de ter aberto 3 a 0, sofreu três gols em dez minutos na reta final e sucumbiu nas penalidades máximas.

Desde o começo da temporada, jogadores e até a diretoria, por meio do vice-presidente de futebol, Augusto Carreras, têm destacado a importância do jogo pela Copa do Brasil. Tanto pelo histórico, como pela inflacionada cota que a competição passou a ter nos últimos anos. Em caso de classificação, o Rubro-negro abocanha R$ 750 mil, fundamentais para os cofres do clube terem algum tipo de respiro.

“A gente vai dar o máximo, sabemos a importância desse campeonato, desse jogo. Não só financeiramente, mas também pelo atleta. Faz três ou quatro anos que não passamos nem da primeira fase. E sei que meus companheiros sabem da importância desse jogo, daremos o máximo e vamos correr até o último minuto para poder passar”, disse o lateral-direito Ewerthon.

“Ano passado eu estava aqui, joguei no jogo que fomos desclassificados, vi a importância que o jogo teve, foi falado até o fim do ano. E nós jogadores sabemos, temos noção do tamanho do jogo de quarta, falamos sobre isso, eu, Ronaldo, Mailson, Thyere. Estamos cientes e daremos o máximo para poder passar de fase”, completou.

Comando técnico

Sob pressão, o confronto, a depender do desfecho, também pode colocar ainda mais em xeque o trabalho do técnico Gustavo Florentín, há seis jogos sem vencer. Tanto em 2019 como em 2020, os treinadores do Sport foram demitidos depois das eliminações na Copa do Brasil: Milton Cruz e Guto Ferreira, respectivamente.

Últimas campanhas do Sport na Copa do Brasil

2021

Eliminado na primeira fase ao perder por 3 a 2 para a Juazeirense.

2020

Eliminado na primeira fase ao perder por 2 a 1 para o Brusque.

2019

Eliminado na primeira fase ao perder por 3 a 0 para a Tombense.

2018

Eliminado na segunda fase, nos pênaltis, ao abrir 3 a 0 e ceder empate para o Ferroviário em dez minutos, na Ilha do Retiro.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending