conecte-se conosco
virada Ceará virada Ceará

CECearáCopa Sul-AmericanaÚltimas

Ceará sofre com a altitude, mas busca virada no 2º tempo contra o The Strongest

Foto: Felipe Santos/Ceará

Publicados

em

Vozão sai atrás no placar com 5 minutos de jogo, mas conta com Erick e Zé Roberto, nos acréscimos, para buscar a vitória em La Paz

O Ceará conseguiu um resultado épico diante do The Strongest, na abertura das oitavas de final da Copa Sul-Americana, em La Paz. Após sair perdendo com menos de 5 minutos de jogo, Vozão segurou mais de 70 minutos de pressão para buscar a virada.

Os gols alvinegros foram marcados pelos atacantes Erick, aos 30, e Zé Roberto, já nos acréscimos da segunda etapa. Pelo lado do Tigre, quem abriu o placar foi o volante Ursino.

Como fica?

Com o resultado obtido em La Paz, o Ceará mantém os 100% de aproveitamento na Copa Sul-Americana e ainda terá a vantagem do empate diante do The Strongest no jogo da volta, na Arena Castelão, na próxima quarta-feira, às 19h15.

Próximos compromissos do Ceará

Antes de decidir a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana, o Ceará ainda terá um compromisso pela Série A, também em Fortaleza. Na Arena Castelão, o Alvinegro recebe o Internacional, no sábado, às 19h, em busca de se distanciar da zona de rebaixamento.

O jogo: The Strongest x Ceará

1º Tempo: Ceará sofre com altitude e sai atrás

O primeiro tempo no Hernando Siles começou com o cenário esperado. Jogando em casa, o The Strongest iniciou a partida se aproveitando da vantagem de estar acostumado com a altitude de 3.600 metros e saiu para o jogo nos minutos iniciais apertando a saída de bola do Ceará e alçando bolas na área do Vozão.

Assim, logo aos cinco minutos, os bolivianos tomaram à frente do placar. Após escanteio mal afastado por Fernando Sobral, a bola sobrou para Saucedo, que tocou para Ursino bater firme para a meta defendida por Vinícius Machado e abrir o placar.

A partir dos 20 minutos, o Alvinegro conseguiu se postar melhor em campo e começar a neutralizar o maior volume das investidas do The Strongest. Contudo, pelo lado esquerdo da defesa, Victor Luís ainda sofreu muito na marcação de Vaca, principal válvula de escape do Tigre pela ponta direita.

Apesar do maior controle de bola, os cearenses tiveram muita dificuldade para chegar ao gol do The Strongest. Assim, a melhor chance do Alvinegro aconteceu aos 30 minutos, quando Vina bateu falta, que foi colocada para escanteio pelo goleiro Vizcarra.

Nos acréscimos, o Tigre se animou e partiu novamente para a blitz na área do Vozão. O time boliviano conseguiu criar duas boas oportunidades com Saucedo e Vaca, muito bem defendidas pelo goleiro Vinícius.

Erick - Ceará
Foto: Felipe Santos/Ceará

2º Tempo: Vozão resiste e busca a virada em La Paz

O roteiro do início do jogo voltou a se repetir na segunda etapa. Desde o apito inicial, o The Strongest tratou de ocupar o campo de defesa do Ceará para criar volume de jogo a partir de jogadas pelos lados e bolas alçadas na área.

O técnico Marquinhos Santos até tentou mudar a postura do time com as entradas de Nino Paraíba e Iury Castilho logo no intervalo e Matheus Peixoto ainda no início da etapa final, mas sem sucesso na estratégia de prender a bola no setor ofensivo.

Em sua primeira escapada na segunda etapa, o Ceará conseguiu empatar a partida. Aos 30, Geovane recebeu bola e lançou para a área. O volante Ursino desviou e a bola se apresentou para Erick que, com categoria, finalizou para as redes de Vizcarra.

Com a conquista do empate, foi a vez do Ceará se animar no campo de ataque. Assim, após o gol de Erick, o Vozão teve ao menos duas boas chances, com Iury Castilho e Messias, que foram salvas pelo goleiro Vizcarra e pela defesa do Tigre, em cima da linha.

Nos minutos finais, Marquinhos Santos recuou o Ceará com a saída de Lima e a entrada de Gabriel Lacerda e postou o time para jogar no contra-ataque. E foi no modo reativo que o Vozão chegou à virada. Aos 48, Nino Paraíba aproveitou vacilo de Arrascaita, retomou a bola e acionou Zé Roberto. O centroavante finalizou com extrema felicidade, sem chances para Vizcarra e deu a vitória ao Alvinegro em La Paz.

Ficha do jogo

The Strongest 1
Vizcarra; Diego Wayar (Saúl Torres), Castillo, Jusino e Villamil (Reinoso); Saucedo, Cascini (Arrascaita) e Ursino (Prost); Vaca, Esparza e Enrique Triverio. Técnico: Cristian Díaz.

Ceará 2
Vinícius Machado; Michel Macedo (Nino Paraíba), Messias, Luiz Otávio e Victor Luís; Geovane, Fernando Sobral (Matheus Peixoto) e Richardson; Lima, Erick (Kelvyn) e Vina (Iury Castilho). Técnico: Marquinhos Santos.

Local: Estádio Olímpico Hernando Siles, em La Paz (BOL)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Carlos Barreiro e Pablo Llarena (ambos do URU)
VAR: Eber Aquino (EQU)
Gols: Ursino aos 5/1ºT (The Strongest); Erick aos 31/2ºT e Zé Roberto aos 48/2ºT (Ceará)
Cartões amarelos: Jusino, Saúl Torres (The Strongest); Victor Luís, Nino Paraíba, Iury Castilho, Zé Roberto e Erick (Ceará)

Informações, números, análises e mais: veja as últimas do Blog de Cassio Zirpoli sobre o futebol nordestino

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados