conecte-se conosco
Desportivo Alagoas foi absolvido no caso de suposta manipulação de jogos na Copa Alagoas. Foto: Reprodução/Instagram Desportivo Alagoas foi absolvido no caso de suposta manipulação de jogos na Copa Alagoas. Foto: Reprodução/Instagram

ALEstaduaisÚltimas

Copa Alagoas: Desportivo Aliança é absolvido no caso de suposta manipulação de resultados

Publicados

em

A decisão ainda cabe recurso e o procurador deve acionar a Justiça novamente

Nessa terça-feira (16), o Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas (TJD-AL) decidiu por absolver o Desportivo Aliança do processo de suposta manipulação de resultados na Copa Alagoas. A decisão ainda cabe recurso.

De acordo com Osvaldo Júnior, secretário do Tribunal de Justiça Desportiva, não foram apresentadas provas suficientes para condenar o time. Outros clubes também serão investigados no decorrer da semana.

“Houve uma absolvição do clube envolvido. A comissão entendeu que não tinham provas suficientes para puni-lo na questão de manipulação de resultados. Ontem, foi somente o julgamento do processo do Desportivo Aliança. O do FF ficou para outra oportunidade, na semana que vem provavelmente”, disse o secretario.

Osvaldo revelou que o Desportivo sofreu uma suspensão de atividades, além da multa em dinheiro, por não apresentar os documentos legítimos.

“Mas houve uma punição ao clube Desportivo Aliança em R$ 10 mil e uma punição com suspensão das atividades por 180 dias devido à apresentação de um documento que dava poder a outra diretoria para conduzir o clube nessa época que teve essas incidências. Foram condenados por apresentar um documento que não tinha legitimidade”, disse Osvaldo.

Desportivo Alagoas foi absolvido no caso de suposta manipulação de jogos na Copa Alagoas. Foto: Reprodução/Instagram
Desportivo Alagoas foi absolvido no caso de suposta manipulação de jogos na Copa Alagoas. Foto: Reprodução/Instagram

Procurador pretende recorrer sobre caso da Copa Alagoas

Ao GE, o procurador do TJD-AL, Vitor Teixeira, informou que pretende recorrer da decisão. Ele informou que em uma análise do mercado de apostas e dos jogadores em campo, há, supostamente, indícios de participação na manipulação de resultados na Copa Alagoas.

“O que embasou a denúncia foi o relatório da Sportradar e os vídeos das partidas. A gente fazendo uma análise do comportamento do mercado financeiro de apostas e de alguns atletas nos jogos, ficou visível o forte indício de participação em eventual manipulação de resultado para favorecer algumas apostas”, descreveu.

Para Vitor, o Tribunal ficou em dúvida sobre o suposto envolvimento dos jogadores na Copa Alagoas, mas não conseguiram condenar porque não tinha provas suficientes para isso. Ele detalhou ainda o motivo de acreditar na teoria.

“Ficou visível que eles entendiam que tinha algo de errado, principalmente no processo 18/2023, mas não se sentiram convictos de que deveriam condenar porque na dúvida, embora na fala de todos os auditores, a dúvida pendia muito mais pelo ilícito do que pelo não ilícito, eles preferiram a absolvição”, disse Vitor.

Desportivo Aliança se pronuncia sobre a decisão

Daniela Borçato, advogada do Desportivo Aliança, disse que a decisão do Tribunal era esperada e negou que a clube esteja envolvido no caso de suposta manipulação na Copa Alagoas. Sobre a punição, ela disse que o clube vai recorrer.

“A absolvição do Desportivo Aliança, de sua comissão técnica, diretoria e atletas, já era esperada, uma vez que o TJD/AL tinha absolvido o Miguelense em denúncia que possuía o mesmo objeto. Além do mais, a denúncia foi pautada no relatório da Sportradar, que apresenta apenas uma análise nos padrões de apostas pré e durante o jogo, não trazendo qualquer prova capaz de demonstrar manipulação ou fraude existente naquela partida”, disse.

Números, estatísticas e mais: Confira as últimas do Blog de Cassio Zirpoli

Trending

Copyright © 2020 NE45. Todos os direitos reservados