conecte-se conosco

PESportÚltimas

MP investiga Sport após conselheiro reproduzir fala homofóbica contra o ex-BBB Gil

Episódio ocorreu na última sexta; clube tem homenageado Gilberto

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

O Ministério Público de Pernambucano (MPPE) iniciou, nesta segunda-feira, um procedimento investigativo em relação às ações realizadas pelo Sport no combate à LGBTfobia. Na última sexta-feira, um conselheiro do clube, Flávio Koury, reproduziu falas homofóbicas contra o ex-BBB Gilberto, o Gil do Vigor, que é declaradamente torcedor rubro-negro e visitou as instalações da Ilha do Retiro na semana passada.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Sport
LEIA: Trio de Ferro do Recife se une em mobilização contra a homofobia

“A 8ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos da Capital instaurou procedimento, nesta segunda-feira (17), para investigar as ações realizadas pelo Sport Futebol Club no sentido de coibir a prática de Lgbtfobia”, disse o MPPE em trecho nota.

Ainda de acordo com o comunicado do órgão, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) também será investigada sobre práticas para garantir direitos à dignidade e à igualdade da população LGBT, e no dia 7 de junho haverá uma audiência sobre o caso – confira a nota na íntegra ao fim da matéria.

O caso

As falas de Flávio Koury vieram à tona em áudios que circularam na última sexta-feira nas redes sociais, o que gerou várias repercussões. Rapidamente, torcedores do Sport lançaram uma campanha pedindo a extinção do conselheiro do quadro do Deliberativo, algo que não foi descartado pelo presidente do órgão, Pedro Lacerda.

Além disso, em nota oficial, o clube prometeu providências sobre o ocorrido. Fora os poderes do Sport, quem também se manifestou foi o capitão, Patric, que publicou vídeo em apoio a Gil do Vigor.

E, mais recentemente, no clássico contra o Náutico, o Sport utilizou as cores da bandeira LGBT na braçadeira de capitão, em apoio à luta, além do nome ‘Do Vigor’, apelido de Gil, nas camisas de todos os jogadores no clássico. Na celebração do gol do Leão, inclusive, os jogadores comemoraram com a dança ‘tchaki-tchaki’, característica de Gilberto.

Até o expediente da manhã desta segunda, a secretaria do Conselho Deliberativo do Sport não havia recebido nenhuma denúncia formal contra o integrante Flávio Koury, de acordo com Pedro Lacerda.

Nota na íntegra do MPPE

A 8ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos da Capital instaurou procedimento de ofício nº 02006.000.011/2021, nesta segunda-feira (17), para investigar as ações realizadas pelo Sport Futebol Club no sentido de coibir a prática de Lgbtfobia.

Foi designada audiência eletrônica a ser realizada em 07 de junho de 2021, às 9h, para tratar da garantia de direitos à dignidade e à igualdade da população LGBT e o combate à lgbtfobia pelo Sport Club do Recife e Federação Pernambucana de Futebol.

A Portaria da 8ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos da Capital já foi encaminhada para publicação no Diário Oficial Eletrônico do MPPE, provavelmente, no de amanhã (18).

Trending