conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Sport planeja reforma na Ilha para poder receber torcida quando retornar

Vice pediu ajuda dos torcedores; custos giram em torno de R$ 350 mil

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 o debate sobre o retorno das torcidas ganha força no Brasil. E em Pernambuco não é diferente, onde inclusive se avalia a possibilidade de público no jogo da seleção brasileira, em setembro, na Arena. Em relação ao ambiente dos times, sabe-se que mais cedo ou mais tarde também haverá a volta dos torcedores.

LEIA: Sander volta a treinar e vira opção no Sport diante do Flamengo
LEIA: Declarando ‘amor’ e procurando ‘felicidade’ no Sport, Everton Felipe é apresentado na Ilha; veja principais trechos da apresentação
LEIA: Em busca de receita, Sport acerta patrocínio máster pontual contra o Flamengo
LEIA: Atletas do Sport se vacinam contra Covid-19: ‘Viva o SUS’, diz André

Preparando-se para quando este momento chegar, o Sport planeja uma reforma na Ilha do Retiro, a fim de deixá-la apta a receber os rubro-negros, algo que não ocorre há 17 meses, quando começou a pandemia do coronavírus.

O cenário, entretanto, não é dos mais tranquilos. Em entrevista ao NE45, o vice-presidente do Sport, Yuri Romão, afirmou que a estimativa da direção patrimonial para reabrir o estádio é de cerca de R$ 350 mil, montante considerável para o clube que vive dificuldades financeiras. Assim, fez um pedido aos torcedores para associarem ou se regularizarem no quadro social.

“A gente só vai conseguir fazer as reformas que são necessárias para o reinício, o ‘restart’ das torcidas, se tivermos o apoio dos sócios e proprietários. Estou estimando um investimento na ordem de R$ 350 mil para poder atender as exigências da CBF, para abrir a Ilha”, disse. Os rubro-negros, aliás, têm chegado junto quando convocados, com quase R$ 280 mil arrecadado em duas bilheterias virtuais.

Já para fazer uma melhoria mais robusta, suprindo todas as carências atuais que o estádio apresenta, o valor é praticamente três vezes maior do que este apresentado para atender apenas às licenças necessárias.

“Se eu for fazer (uma reforma) da forma que precisamos, estimo R$ 1 milhão de investimento. Para deixar tudo em ordem, acima de R$ 1 milhão fácil”, concluiu.

De acordo com o vice-presidente, o Sport possui apenas cinco mil sócios que geram receita ao clube, excluindo-se, portanto, dependentes, beneméritos e outras categorias que não pagam.

Atualmente, não há uma previsão exata por parte das entidades acerca do retorno das torcidas, mas é grande a tendência que ocorra ainda neste ano, durante o Campeonato Brasileiro.

O último jogo do Rubro-negro com público na Ilha do Retiro, aliás, foi no dia 8 de março do ano passado, vitória por 1 a 0 sobre o Santa Cruz pela Copa do Nordeste. Na ocasião, o estádio recebeu um público de 15 mil torcedores.

O Recife tem tido queda nos indicadores da doença no estado – casos e números de internações -, além de avanço na vacinação. No início da noite desta quarta-feira, inclusive, a prefeitura da cidade anunciou a liberação para pessoas com mais de 18 anos tomarem a primeira dose da vacina.

Até esta tarde, segundo números disponibilizados pela Prefeitura do Recife, pouco mais de 913 mil pessoas foram vacinadas com a primeira dose; pouco mais de 401 mil pessoas foram vacinadas com a segunda dose; e quase 60 mil pessoas foram vacinadas com dose única.

Continue lendo
2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending