conecte-se conosco
Mário Marroquim, presidente do CRB Mário Marroquim, presidente do CRB

ALCRBSérie BÚltimas

Na expectativa para ter torcida de volta, CRB não descarta mandar jogos fora de Alagoas

Publicados

em

Com a liberação da presença de público nos jogos da Série B, após decisão no Conselho Técnico dos clubes na CBF, o CRB é mais um a viver a expectativa de ver seu torcedor de volta às partidas. A reportagem do NE45 falou com o presidente do Alvirrubro, Mário Marroquim, que comentou sobre o assunto. Ressaltando a importância do retorno, de forma gradual e sob os protocolos sanitários, ele vê com otimismo a possibilidade de que o decreto do Governo de Alagoas, a ser publicado na próxima quinta-feira (23), possa liberar a presença do torcedor no estádio Rei Pelé.

“Com certeza (a expectativa é favorável). Estivemos com o governador nesta semana, houve a liberação de um patrocínio para o CRB, conversamos, e ele se sensibilizou. Disse que, de forma alguma, CRB e CSA iriam jogar sem público. Caso os outros voltem a ter público, nós também teríamos. Isso foi um alento muito grande para a gente. Ele já sinalizou que, nesse novo decreto, iria flexibilizar para eventos fechados, para um público de em torno de mil pessoas, salvo engano. Então, se você vai para um evento fechado com mil pessoas, entendemos que num evento aberto num estádio, é possível que chegue nos cinco mil”, disse o mandatário do CRB.

No Nordeste, Aracaju e São Luís já liberaram o retorno do público. No Ceará, um evento-teste (ainda a ser definido) foi liberado pelo governo, o que pode marcar também um retorno. Mário Marroquim, apesar de demonstrar otimismo na liberação do público em Alagoas, não descartou a possibilidade de mandar os jogos do CRB em outro local. O primeiro jogo que o Galo terá como mandante será contra o Avaí, no dia 26 deste mês, pela 26ª rodada da Série B.

“Maceió ainda está precisando de uma decisão do governador, estamos esperando o decreto. Caso não tenha liberação, teremos que ir para outras praças. Situação que também se encontra o Náutico. Mas se for o caso, vamos jogar em Aracaju, em qualquer lugar. Mas não ficaremos sem a torcida, nem vai ser algo que vai nos atrapalhar. É fundamental (essa volta) e estamos ansiosos”, acrescentou o presidente do CRB.

“É muito importante o retorno do público de forma gradativa, com todo cuidado que tem que se ter por conta da pandemia. Mas é um momento muito aguardado por todo mundo. O estádio fica muito triste sem torcida. Ficamos no desejo de ver a torcida lá, incentivando, sendo o 12º jogador. Então não só pela questão financeira, mas pela questão desportiva, de melhorarmos no desenvolvimento da partida com o incentivo do torcedor. É muito importante e estou muito feliz”, concluiu.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending